icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
31/08/2015
07:20



A diferença segue em quatro pontos. O Corinthians mantém certa 'gordura' na liderança. Mas o Atlético-MG continua na caça ao Timão. Após alguns tropeços no fim do primeiro turno, o Galo ganhou mais uma no Brasileirão: boa vitória sobre o Fluminense, que deixou o G4, por 2 a 1 no Maracanã.

O Corinthians, agora focado exclusivamente no Campeonato Brasileiro, após a eliminação na Copa do Brasil pelo Santos, novamente mostrou sua força fora de casa e trouxe uma boa vitória por 3 a 1 sobre a Chapecoense. O Timão vai ser o time a ser batido nesta reta final do torneio nacional. E o time de Tite não costuma vacilar.


Atlético-MG segue sem deixar o Timão abrir grande vantagem (Foto: Celso Pupo/Fotoarena/Lancepress!)

Quem vacilou foi o Grêmio, ainda na terceira colocação, mas que poderia se manter na cola dos líderes. O Tricolor Gaúcho tropeçou em casa e não saiu do 0 a 0 com o Coritiba, mesmo rival que eliminou com duas vitórias na Copa do Brasil. São dois pontos que podem fazer falta no fim para o bom time gremista.

Quem aproveitou a derrota do Flu foram os paulistas Palmeiras e São Paulo, que voltaram a vencer. No sábado, o Tricolor teve boa atuação ofensiva contra a Ponte Preta, superou os vários desfalques do time, e aplicou 3 a 0 sobre os rivais, entrando parta o G4. Mas o Verdão tratou de estragar a festa dos adversários com o apertado triunfo de 3 a 2 sobre o Joinville, com dois gols do cada vez melhor Gabriel Jesus.

O Palmeiras chegou aos mesmos 34 pontos do São Paulo, mas leva a melhor no saldo de gols, 14 contra 6. Na zona da degola, o Vasco aumenta a cada rodada o seu drama. Nova derrota, e no último lance da partida. Os 13 pontos na tabela seguem após o 1 a 0 para o Figueirense. A situação vascaína está cada vez mais desesperadora.

E o Santos ganhou mais uma, a primeira fora de casa, contra o Cruzeiro, por 1 a 0, e já é o nono colocado do Brasileirão. São dez jogos de invencibilidade e o time de Dorival Júnior já pode sim começar a sonhar com o G4. E o de Luxemburgo a se preocupar seriamente com o rebaixamento.




A diferença segue em quatro pontos. O Corinthians mantém certa 'gordura' na liderança. Mas o Atlético-MG continua na caça ao Timão. Após alguns tropeços no fim do primeiro turno, o Galo ganhou mais uma no Brasileirão: boa vitória sobre o Fluminense, que deixou o G4, por 2 a 1 no Maracanã.

O Corinthians, agora focado exclusivamente no Campeonato Brasileiro, após a eliminação na Copa do Brasil pelo Santos, novamente mostrou sua força fora de casa e trouxe uma boa vitória por 3 a 1 sobre a Chapecoense. O Timão vai ser o time a ser batido nesta reta final do torneio nacional. E o time de Tite não costuma vacilar.


Atlético-MG segue sem deixar o Timão abrir grande vantagem (Foto: Celso Pupo/Fotoarena/Lancepress!)

Quem vacilou foi o Grêmio, ainda na terceira colocação, mas que poderia se manter na cola dos líderes. O Tricolor Gaúcho tropeçou em casa e não saiu do 0 a 0 com o Coritiba, mesmo rival que eliminou com duas vitórias na Copa do Brasil. São dois pontos que podem fazer falta no fim para o bom time gremista.

Quem aproveitou a derrota do Flu foram os paulistas Palmeiras e São Paulo, que voltaram a vencer. No sábado, o Tricolor teve boa atuação ofensiva contra a Ponte Preta, superou os vários desfalques do time, e aplicou 3 a 0 sobre os rivais, entrando parta o G4. Mas o Verdão tratou de estragar a festa dos adversários com o apertado triunfo de 3 a 2 sobre o Joinville, com dois gols do cada vez melhor Gabriel Jesus.

O Palmeiras chegou aos mesmos 34 pontos do São Paulo, mas leva a melhor no saldo de gols, 14 contra 6. Na zona da degola, o Vasco aumenta a cada rodada o seu drama. Nova derrota, e no último lance da partida. Os 13 pontos na tabela seguem após o 1 a 0 para o Figueirense. A situação vascaína está cada vez mais desesperadora.

E o Santos ganhou mais uma, a primeira fora de casa, contra o Cruzeiro, por 1 a 0, e já é o nono colocado do Brasileirão. São dez jogos de invencibilidade e o time de Dorival Júnior já pode sim começar a sonhar com o G4. E o de Luxemburgo a se preocupar seriamente com o rebaixamento.