RADAR/LANCE
03/07/2016
20:57
Belo Horizonte (MG)

Depois de vencer quatro seguidas em Belo Horizonte, o Atlético-MG foi a Florianópolis enfrentar o Figueirense, em situação ruim na tabela, mas invicto dentro de casa. E o Galo não teve vida fácil no Orlando Scarpelli. O time mineiro até começou bem e saiu na frente com Fred, mas viu seu artilheiro ser expulso no segundo tempo e precisou se contentar apenas com o empate, marcado por Yago.

Com o resultado, o Figueirense deixa a zona de rebaixamento por uma posição, e vai aos 15 pontos. Já o Galo perde a ótima chance de colar no G-4, chega aos 20 pontos e cai para a nona colocação. Na próxima rodada, a equipe catarinense visita o Grêmio, enquanto o Atlético vai a Brasília enfrentar o Flamengo.

Fred dá o cartão de visitas


Bem postado em campo, o Atlético se comportou bem como visitante, com todos seus jogadores auxiliando na recomposição de jogo quando o time defendia. Na hora de atacar, também foi o bom posicionamento que rendeu o primeiro gol do jogo, logo aos sete minutos. Douglas Santos encontrou Fred dentro da área e o artilheiro não perdoou. A cabeçada saiu com força e Gatito Fernández até tocou na bola, mas não conseguiu evitar o tento do atacante. Gol que deu tranquilidade ao time, mas que também colocou um freio nas ofensivas mineiras, bem menos incisivas.

O Figueirense, depois do susto, mostrou-se menos nervoso e esboçou uma reação. Contudo, suas ações foram resumidas a jogadas tímidas pelo meio-campo, sem muito repertório que causaram pouco perigo ao gol de Victor. O lance de mais perigo da equipe anfitriã saiu aos 35 minutos no cruzamento de Ayrton, que ganhou um desvio e quase matou o goleiro atleticano.

Apesar do gol no início, o ritmo caiu bem ao longo da primeira etapa, que terminou equilibrada, morna e sem mais grandes emoções, mas favorável ao time que teve mais poderio técnico.

Fred recebe o vermelho e Atlético leva o empate


Em um cenário parecido com o início do jogo, o segundo tempo mal começou e o placar foi novamente alterado, agora a favor do Figueirense. No cochilo da zaga atleticana, Jocinei encontrou um ótimo passe que deixou Gustavo Ermel na cara do gol. O atacante tocou de leve na saída de Victor e empatou o jogo. O que parecia ruim ficou ainda pior depois que Fred levou o cartão vermelho direto, por causa de uma cotovelada em Elicarlos.

Em vantagem numérica, o Figueirense foi pra cima na base do abafa, mas sem muita qualidade. Mesmo com um a menos, o Atlético até conseguiu se segurar em um primeiro momento e até ameaçou a meta de Gatito, em uma finalização de Carlos, mas deu por satisfeito e passou a valorizar o empate fora de casa. No apagar das luzes, ainda deu tempo para Yago receber o segundo vermelho do jogo, após dar um soco em Júnior Urso. 1 a 1 placar final.

FIGUEIRENSE 1x1 ATLÉTICO-MG
Motivo: 13ª rodada, Brasileirão 2016
Data/Hora: 03/07/2016, às 19h
Local: Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)

GOLS: Fred, 7'1ºT (0-1); Gustavo Ermel, 6'2ºT (1-1)
Cartões amarelos: Werley, Jocinei (FIG); Leonardo Silva, Júnior Urso, Erazo, Eduardo (CAM)
Cartão vermelho: Fred (CAM); Yago (FIG).
Público/Renda: 5.506 torcedores/R$66.550,00

FIGUEIRENSE: Gatito Fernandez, Ayrton, Werley, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso (Pará); Elicarlos, Jocinei (Matheus), Bady e Yago; Gustavo Ermel e Everton Santos (Guilherme Queiroz). Técnico: Vinícius Eutrópio.

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Eduardo e Junior Urso; Clayton (Carlos), Cazares (Hyuri) e Robinho (Patric); Fred. Técnico: Marcelo Oliveira.