LANCE!
12/06/2016
17:59
Florianópolis (SC)

O Flamengo não conseguiu estragar a festa de 95 anos do Figueirense. O Rubro-Negro visitou o aniversariante deste domingo pela sétima rodada do Brasileirão e acabou derrotado por 1 a 0. Um "super-herói" protagonizou o ápice da festa no Orlando Scarpelli: foi de Rafael Moura, o He-Man, o golaço que ocasionou o tropeço do Fla fora de casa. Além dele, o goleiro Gatito Fernandez brilhou e contribuiu muito para o tropeço rubro-negro.

O Flamengo - com a segunda derrota seguida, na estreia do zagueiro Rafael Vaz - estacionou nos dez pontos, enquanto o Figueira chegou aos nove. Não foi desta vez que o Fla voltou ao G4.

Na próxima rodada, o Flamengo visita o Cruzeiro, quarta-feira, no Mineirão. No mesmo dia, o Figueirense vai ao Recife jogar contra o Santa Cruz.

Apesar do resultado negativo, o Flamengo não pode ser acusado de inércia no jogo. No primeiro tempo, o time de Zé Ricardo dominou as ações, mas faltou poder de definição. As principais chances de gol vieram de chutes de longe, especialmente com Alan Patrick e Willian Arão.

Mas nenhuma finalização se aproximou à qualidade do chute de Rafael Moura. O gol do Figueirense, inclusive, veio na reta final do primeiro tempo depois que o time da casa conseguiu sair mais para o jogo. Antes do golaço de Rafael Moura, por muito pouco Gustavo Ermel não fez também uma pintura, em uma meia bicicleta. Mas Muralha - que teve mais uma atuação segura - evitou.

Só que o goleiro do Flamengo (que ano passado defendeu justamente o Figueirense) não teve o que fazer tamanha a potência e colocação do chute do He-Man. O passe por cima dado por Carlos Alberto foi na medida. Aproveitando um espaço criado pela saída de Vaz para tentar um corte na lateral, Rafael Moura balançou as redes numa finalização com pouco ângulo, que - guardadas as devidas proporções entre os protagonistas - lembrou a do holandês Marco Van Basten na final da Eurocopa de 1988.

O Flamengo, em desvantagem, pressionou ainda mais no segundo tempo. Zé Ricardo, por exemplo, colocou Mancuello no lugar de Márcio Araújo. Mas Gatito Fernandez segurou a pressão rubro-negra e garantiu um feliz aniversário para o Figueirense. Foram pelo menos três defesas difíceis na etapa final. Aí nem Rafael Vaz de atacante resolveu para o Flamengo.

FIGUEIRENSE 1 X 0 FLAMENGO
Local: Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data/Hora: 12/6/2016, às 16h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS)
Auxiliares: Rafael Alves e Elio Nepomuceno (RS)
Cartões amarelos: Dudu, Marquinhos (FIG); Everton (FLA)
Gols: Rafael Moura, 41'/1ºT (1-0)
Renda/Público: R$ 357.270,00 / 10.948 pagantes

FIGUEIRENSE: Gatito Fernandez, Ayrton, Marquinhos, Bruno Alves, Marquinhos Pedroso; Elicarlos, Ferrugem, Carlos Alberto (Bady, 10'/2ºT); Gustavo Ermel (Lins, 19'/2ºT), Dudu e Rafael Moura (Guilherme Queiroz, 28'/2ºT). Técnico: Vinícius Eutrópio

FLAMENGO:
Alex Muralha; Rodinei, Rafael Vaz, Léo Duarte e Jorge; Márcio Araújo (Mancuello, intervalo), Willian Arão, Ederson (Gabriel, 29'/2ºT) e Alan Patrick; Everton (Marcelo Cirino, 19'/2ºT) e Felipe Vizeu. Técnico: Zé Ricardo.