Felipe David e Russel Dias
16/07/2017
18:32
Rio de Janeiro (RJ)

Vasco e Santos fizeram um jogo muito ruim no Nilton Santos, que não teve a presença de torcida por conta de punição ao time carioca por parte do STJD. Os melhores em campo foram Nenê e João Paulo, terceiro goleiro do Santos e que só atuou porque o titular Vanderlei e seu reserva imediato, Vladimir, estão lesionados. Confira as notas:

VASCO

5,5
Martin Silva

Não teve trabalho algum. Muito em decorrência da pouquíssima inspiração do ataque santista no jogo melancólico no Nilton Santos.

5,0
Madson

Discreto no primeiro tempo, limitou-se a jogar recuado, enquanto as  jogadas de ataque vascaínas eram criadas somente pelo lado esquerdo.

5,5
Paulão

Combativo ao extremo. Teve certo trabalho com Kayke no primeiro  tempo. Não comprometeu na marcação.

5,0
Rafael Marques

Começou o jogo de forma estabanada, logo sendo advertido com cartão amarelo por carrinho frontal em Bruno Henrique.

6,0
Ramon

Foi pelo lado esquerdo que o Cruz-Maltino criou as melhores jogadas de
ataque após triangulações realizadas com Wagner e Nenê.

5,0
Jean

Parece atuar sem confiança alguma. Só conseguia parar Lucas Lima na
falta. Volante teve muita dificuldade na marcação.

4,5
Wellington

Sumido em campo a maior parte do tempo. Forçou o terceiro cartão  amarelo. Acabou substituído por Bruno Paulista.

5,5
Yago Pikachu

Foi outro jogador que mostrou muita disposição em campo. Correria não faltou. Na chance que teve, cobrou falta com perigo.

6,0
Wagner

Esforçou-se para dar compactação ao ataque. Procurou Nenê a todo
momento. Caiu de rendimento no segundo tempo.

6,5
Nenê

Teve uma boa atuação. Movimentou-se bastante durante o jogo. Criou as
melhores jogadas pela esquerda com Ramon. Saiu de posição, reclamou.

6,0
Thalles

Arriscou alguns chutes de longe. No segundo tempo, quase marcou após se
antecipar à defesa. Atuou um pouco distante dos jogadores de ataque.

5,5
Bruno Paulista

Entrou no lugar de Welllington, que recebera cartão amarelo. Melhorou a
qualidade do passe, mas não conseguiu ajudar mais do que isso.

6,0
Guilherme Costa

Substituiu Yago Pikachu aos 28 minutos do segundo tempo em uma tentativa de  dar maior compactação entre os setores do time.

-
Paulo Vitor

Entrou aos 42 minutos da etapa final no lugar de Nenê. Não teve tempo
para fazer nada a não ser correr.

5,5
Ednelson Silva

Viu o seu time criar jogadas pelo esquerdo na maior parte do tempo.
Errou ao substituir Nenê, o melhor do Vasco em campo.

SANTOS

6,5
João Paulo
Estreante, goleiro foi eficiente sob as traves e fez boas defesas. Com os pés, assustou e correu riscos. No geral, estreia segura.

4,5
Daniel Guedes

Cumpriu função defensiva e pouco se arriscou ao ataque pelo lado direito. Na marcação de Nenê, sofreu. Acabou expulso por dois cartões amarelos.

6,0
Lucas Veríssimo

Garantiu pelo alto e resolveu por baixo. Melhor defensor do Santos na partida.

5,5
David Braz

Sem problemas para defender, pecou na saída de bola. Deu lançamentos imprecisos e quase perdeu a bola perto da área.

5,5
Jean Mota

Subiu mais do que Daniel Guedes e deu apoio a Lucas Lima pela esquerda. Nos cruzamentos, não foi eficiente.

5,0
Leandro Donizete

Por 45 minutos, foi o "cão de guarda" da defesa do Peixe. Não se conteve nas tentativas de desarme e acabou sendo advertido com cartão amarelo.

5,5
Yuri

Substituto de Thiago Maia, tentou melhorar a saída de bola, mas pouco se arriscou e preferiu passes laterais.

 6,0
Lucas Lima

Chamou a responsabilidade, mas teve pouco espaço para jogar. Bem marcado, teve atuação apagada e não conseguiu deixar companheiros na cara do gol.

 6,0
Copete

Participou do lance mais perigoso do Santos, quando tentou cruzar para Kayke, mas foi impedido por Paulão. Agressivo, tentou na individualidade.

 5,5
Bruno Henrique

Principal arma do Santos na temporada, não conseguiu puxar contra-ataque, como costuma fazer. Nas chances que teve, jogou sozinho e não deu sequência à jogada.

5,5
Kayke

Sumido no jogo, já que o time teve grandes dificuldades para achar sua referência dentro da área do Vasco.

5,5
Alison

Entrou no segundo tempo e deu sequência à função de Leandro Donizete: guardar o miolo de zaga.

 5,0
Vecchio

Com atuação discreta, não conseguiu fazer a bola chegar na área, como Levir Culpi pediu.

5,0
Matheus Ribeiro

Fechou espaço deixado por Daniel Guedes, expulso. Sem destaque.

5,0
Levir Culpi

Com quatro desfalques, armou o time mais defensivo do que o normal. Não conseguiu contra-atacar e equipe sofreu pressão excessiva no fim da partida.