LANCE!
23/10/2017
22:21
- Rio de Janeiro (RJ)

Botafogo venceu o Corinthians por 2 a 1, no Nilton Santos, assumiu a sexta colocação e, de quebra, jogou pressão para cima do líder. Para construir a vitória, o atacante Brenner foi um dos grandes destaques, com o gol assinalado. Igor Rabello definiu. Pelo lado do Timão, Jô deixou outra vez sua marca, mas não resolveu. Veja abaixo as atuações da partida.

BOTAFOGO


​5,0

Gatito
Não era exigido até o lance do gol, quando falhou, até mesmo pela
qualidade que tem. Na bola na trave nada pôde fazer.

6,0
Arnaldo
Oscilou bons e maus momentos, mas em geral foi bem. Não teve culpa no
gol. Estava longe da jogada. Caiu de rendimento no segundo tempo.

6,5
Carli
Foi um verdadeiro monstro na marcação. Tirou ótimas bolas e ao lado de
Igor Rabello não deixou Jô crescer na partida.

6,5
Igor Rabello
Esteve sempre bem posicionado e cortou boas bolas. Impediu um contra-
ataque e subiu bem para fazer o segundo gol do Botafogo.

6,5
Victor Luís
Foi muito bem no apoio, o que não é seu o forte. Teve, talvez, a melhor
chance do time no primeiro tempo e ainda deu bons cruzamentos.

6,0
Rodrigo Lindoso
Deu um cruzamento preciso para Victor Luis na jogada ensaiada do
Alvinegro no primeiro tempo. Não comprometeu na marcação.

6,5
Bruno SIlva
Contestado por parte da torcida, foi bem nos dois extremos do campo.
Chegou bem, incomodou, cruzou e roubou bolas.

6,0
João Paulo
Por causa da escalação de Marcos Vinicius, atuou como volante e foi
bem, assim como o time todo. Cobrou o escanteio que originou o 1° gol.

7,0
Marcos Vinícius
Começou mal, mas ainda no primeiro tempo iniciou uma série de ótimos
passes, cruzamentos e chutes perigosos. Recebeu amarelo e cansou.

6,5
Rodrigo Pimpão
Aniversariante, foi um dos destaques ofensivos do time, mas recebeu
amarelo bobo. Teve boa chance no primeiro tempo e participou do gol.

7,0
Brenner
Movimentou-se bem e voltou para buscar a bola. Participou de jogadas
ofensivas, mas não como o '9'. Mostrou senso de posicionamento no gol.

5,5
Guilheme
Substituiu o amarelado Pimpão e deixou a torcida na bronca por não
tocar uma bola e arriscar de longe. Sorte que não fez falta.

6,5
Valencia
Entrou no lugar de Marcos Vinicius e logo no primeiro toque deu um
chute venenoso de longe. Cruzou bem para Igor Rabello marcar.

5,5
Gilson
Entrou no fim, no lugar de Brenner, para reforçar a marcação, embora
nem fosse necessário. Desempenhou bem a função.

7,0
Jair Ventura
Mostrou ousadia ao lançar Marcos Vinicius e João Paulo. Deu certo. O
time foi melhor, tomou um gol bobo, mas não deu chance ao líder.

CORINTHIANS
​5,0
Cássio
Duas defesas importantes, uma em cada tempo, mas sem reação nas duas jogadas originadas em cobranças de escanteio que renderam gol.

4,5
Fagner
Cinco tentativas erradas de cruzamento em mais uma atuação pouco inspirada. Seguro na defesa, mas afoito e falho no setor ofensivo.

6,0
Balbuena
Cortes precisos em lances de perigo de Pimpão e Brenner. Atuação foi de bom nível. No lance do segundo gol estava entregue, não teve culpa.

5,5
Pedro Henrique
Saída de bola segura, com número bem reduzido de passes errados e regularidade. Pelo alto, não encontrou lugar na área no segundo gol.

5,5
Guilherme Arana
Posicionamento errado no lance do primeiro gol, quando não viu a aproximação de Brenner. Ofensivamente compensou com um passe.

5,5
Gabriel
Arriscou uma finalização perigosa no início e contribuiu com qualidade na saída de bola e sem erros de passe. Atuação que não comprometeu.

5,5
Maycon
Errou um número de passes maior que o comum, especialmente no primeiro tempo, mas compensou com boa participação no lance do gol.

4,0
Jadson
Saiu no intervalo depois de um primeiro tempo abaixo da média. Foi quem mais errou passes e ainda perdeu a posse de bola em dois lances.

4,5
Rodriguinho
Teve espaço para criar, mas faltou eficiência no último passe. Mostrou esforço, mas não acertou a maioria das jogadas e perdeu sete bolas.

5,0
Marquinhos Gabriel
Surpresa da escalação, levou perigo com bola na trave no primeiro tempo e boas movimentações. No um contra um não levou a melhor.

6,0

Antes do gol de oportunismo e notável qualidade técnica já havia criado espaços. No mais, não recebeu boas bolas e precisou sair muito da área.

5,0
Romero
Apesar do ‘choque’ por ter iniciado no banco, não contribuiu como se esperava. Perdeu a maioria dos lances em que tinha a bola dominada.

5,0
Clayson
Entrou aceso e sofreu duas faltas que criaram chances para o seu time. Além disso, pouco tocou na bola e ainda foi desarmado duas vezes.


Kazim
Pouco tempo em campo. Fica sem nota.

4,0
Fábio Carille
Desorganização na criação e dificuldade na bola aérea defensiva são problemas que vão além da má fase técnica de alguns jogadores.