Comemoração de Fernandes do Botafogo

Fernandes comemora gol com os companheiros alvinegros (Foto: Wagner Meier/Lancepress!)

Igor Siqueira
06/03/2016
18:03
Rio de Janeiro (RJ)

Em um jogo com cara e público de amistoso (1.128 pagantes), o Botafogo encerrou a participação na primeira fase do Carioca vencendo o Boavista, por 1 a 0, em São Januário. O placar não alterou em nada os rumos dos dois times, que acabaram em primeiro e segundo nos respectivos grupos. Fernandes salvou a tarde alvinegra de domingo, que poderia ter acabado de forma melancólica, já que Salgueiro perdeu pênalti na primeira partida dele como titular.

Na primeira rodada da segunda fase, o Botafogo enfrenta o Fluminense. Já o Boavista, pelo cruzamento, joga contra o Volta Redonda.

O Botafogo, cheio de reservas, teve um primeiro tempo tranquilo. Apesar de a vantagem na posse de bola não ter sido tão significativa (51,1% a 48,9%), o Alvinegro foi muito melhor, conseguindo, apesar dos diversos erros de passes no setor ofensivo, as melhores chances. Na mais clara, Ribamar não caprichou, e o zagueiro Victor, que tinha furado no lance imediatamente anterior, conseguiu fazer o corte. O próprio atacante do Bota tinha perdido outra boa chance, de cabeça, após cobrança de Salgueiro.

O Boavista não teve muitos atributos a exibir. Leandrão esteve muito isolado, passou o jogo quase todo trombando com os zagueiros alvinegros. O perigo maior que ele gerou foi de lesão nos adversários.

Salgueiro perde pênalti para o Botafogo
Botafogo não teve vida fácil no confronto com o Boavista em São Januário (Foto: Wagner Meier/Lancepress!)


Para o segundo tempo, o técnico Rodrigo “Beckham”, cujo auge na carreira de jogador foi justamente no Botafogo, mexeu no time, e uma das mudanças foi a entrada do zagueiro Cristiano. Tiro e queda. Só que para o próprio time de Saquarema, porque depois de uma pixotada defensiva o próprio Cristiano cometeu pênalti em Ribamar.

A chance de ganhar moral com a torcida botafoguense caiu no colo de Salgueiro. Até então, o uruguaio tinha feito uma atuação razoável, com certa dificuldade para se entender com os novos companheiros. Mas nada que virasse motivo de xingamentos. Só que a cobrança não foi precisa e Vinícius defendeu.

Quando o jogo estava já na reta final, aos 44 minutos, Fernandes, depois de um rebote do goleiro do Boavista, salvou a pátria e garantiu a vitória alvinegra.

FICHA TÉCNICA
BOAVISTA 0 X 1 BOTAFOGO

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data/Hora: 6/3/2-16, às 16h
Árbitro: Lenílton Rodrigues
Auxiliares: Ivan Araújo e Marcio Moreira
Cartões amarelos: Leandrão, Romarinho (BOA); Renan Fonseca (BOT)
Renda e público: R$ 24.715,00 / 1.128 pagantes
Gols: Fernandes, 44'/2ºT (0-1)

BOAVISTA: Vinícius, Léo Cunha, Victor, Anderson Luiz (Cristiano, intervalo) e Leandro Rocha (Caio, intervalo); Maranhão, Romarinho, Thiago Silva e Luan (Paulo Ricardo, 23'/2ºT); Matheus Paraná e Leandrão. Técnico: Rodrigo Beckham

BOTAFOGO: Jefferson, Diego, Renan Fonseca, Emerson Silva e Jean; Dierson Fernandes, Salgueiro (Lizio, 30'/2ºT) e Gervásio Nuñez (Luis Henrique, 21'/2ºT); Neilton (Leandrinho, 21'/2ºT) e Ribamar. Técnico: Ricardo Gomes.