icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/08/2015
07:03

O Botafogo entra em campo nesta sexta-feira, contra o CRB, no Estádio Rei Pelé, com a possibilidade de terminar a vigésima primeira rodada da Série B no céu ou no inferno. Isso porque o Glorioso será líder em caso de vitória, mas também pode amagar, pela primeira vez, o gosto de ficar fora do G4, se for derrotado em Alagoas.

Esta situação que coloca o time entre dois extremos não preocupa o goleiro Jefferson. O Paredão Alvinegro afirma que a equipe não pode entrar em campo preocupada com a possibilidade de deixar o grupo dos quatro primeiros.

– Temos de conviver com isso e não devemos olhar para trás. Temos de pressionar o adversário, com cautela, mas vamos jogar como time grande. Não podemos pensar que podemos sair do G4 se perdermos. Temos de ir lá (em Alagoas) em busca dos três pontos – comentou.

Como qualquer botafoguense, Jefferson ficou muito satisfeito com o tropeço do Vitória, na terça-feira, no empate de 1 a 1 com o Oeste, no Barradão. No entanto, o goleiro alvinegro destaca que o Glorioso precisa fazer a parte dele, independentemente dos outros resultados.

– Não podemos somente comemorar os outros resultados, temos que fazer a nossa parte e nos concentrar nos nossos pontos. Claro que o empate do Vitória foi muito bom, mas vai ficar melhor ainda se conquistarmos os três pontos – disse.

O tropeço do Rubro-Negro Baiano permitiu ao Alvinegro sonhar novamente com a liderança. Uma vitória simples diante do CRB é o suficiente para recolocar o Botafogo na ponta da Segundona.

Sob o comando de Ricardo Gomes, o Botafogo ainda não conseguiu sair na frente do placar. O time conseguiu duas viradas, mas sofreu duas derrotas e empatou em outra ocasião. No entanto, isso não preocupa o goleiro Jefferson. Ele acredita que o time evoluiu consideravelmente nas últimas rodadas.

– O time está se empenhando e crescendo. Temos de ter calma, pois fizemos um bom jogo contra o Paysandu e saímos otimistas. Peço aos torcedores do Botafogo que acreditem. Estamos correndo para levar o clube de volta à Série A – finalizou.

O Botafogo entra em campo nesta sexta-feira, contra o CRB, no Estádio Rei Pelé, com a possibilidade de terminar a vigésima primeira rodada da Série B no céu ou no inferno. Isso porque o Glorioso será líder em caso de vitória, mas também pode amagar, pela primeira vez, o gosto de ficar fora do G4, se for derrotado em Alagoas.

Esta situação que coloca o time entre dois extremos não preocupa o goleiro Jefferson. O Paredão Alvinegro afirma que a equipe não pode entrar em campo preocupada com a possibilidade de deixar o grupo dos quatro primeiros.

– Temos de conviver com isso e não devemos olhar para trás. Temos de pressionar o adversário, com cautela, mas vamos jogar como time grande. Não podemos pensar que podemos sair do G4 se perdermos. Temos de ir lá (em Alagoas) em busca dos três pontos – comentou.

Como qualquer botafoguense, Jefferson ficou muito satisfeito com o tropeço do Vitória, na terça-feira, no empate de 1 a 1 com o Oeste, no Barradão. No entanto, o goleiro alvinegro destaca que o Glorioso precisa fazer a parte dele, independentemente dos outros resultados.

– Não podemos somente comemorar os outros resultados, temos que fazer a nossa parte e nos concentrar nos nossos pontos. Claro que o empate do Vitória foi muito bom, mas vai ficar melhor ainda se conquistarmos os três pontos – disse.

O tropeço do Rubro-Negro Baiano permitiu ao Alvinegro sonhar novamente com a liderança. Uma vitória simples diante do CRB é o suficiente para recolocar o Botafogo na ponta da Segundona.

Sob o comando de Ricardo Gomes, o Botafogo ainda não conseguiu sair na frente do placar. O time conseguiu duas viradas, mas sofreu duas derrotas e empatou em outra ocasião. No entanto, isso não preocupa o goleiro Jefferson. Ele acredita que o time evoluiu consideravelmente nas últimas rodadas.

– O time está se empenhando e crescendo. Temos de ter calma, pois fizemos um bom jogo contra o Paysandu e saímos otimistas. Peço aos torcedores do Botafogo que acreditem. Estamos correndo para levar o clube de volta à Série A – finalizou.