Arão em treino do Botafogo (Vitor Silva / SSPress)

Arão em treino do Botafogo (Vitor Silva / SSPress)

Paulo Victor Reis
29/11/2015
19:46
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo depositou novamente R$ 400 mil na conta do volante Willian Arão, ainda na sexta-feira, e já tem uma estratégia em caso de nova devolução por parte do jogador: transferir a quantia em juízo. O caso, porém, segue sem definição e deve ser resolvido na Justiça. Os primeiros capítulos dessa disputa judicial devem ocorrer já nesta segunda, no Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ).

O Botafogo transferiu a quantia pela primeira vez para renovar automaticamente o contrato do jogador, conforme prevê uma cláusula do documento. No entanto, Arão devolveu o dinheiro. Logo depois, o clube se mexeu rápido e voltou a enviar o numerário.

Neste domingo, estava prevista uma reunião do pai e empresário do jogador, Flávio Arão, com a diretoria alvinegra. Porém, a tão esperada reunião não aconteceu.

Arão estaria apalavrado com o Flamengo há algumas semanas. O jogador negou que tenha qualquer tipo de acordo com o clube rubro-negro, mas deixou clara a intenção de não permanecer no Botafogo já que devolveu a quantia de R$ 400 mil.