Vinicius Faustini
04/02/2017
23:06
Rio de Janeiro (RJ)

Vinícius Tanque salvou o Botafogo de mais um tropeço no Carioca. Com gol aos 52 minutos da etapa final, o atacante saiu como salvador na vitória por 2 a 1 sobre o Macaé, na noite deste sábado, no Estádio Nilton Santos. Além dele, o volante Rodrigo Lindoso, que abriu o placar, e o atacante Guilherme receberam boas avaliações do L!. Confira, abaixo, as notas para jogadores e técnicos.

BOTAFOGO


5,5
Gatito Fernández

Falhou no gol do Macaé, ao dar rebote para gol de Xavier. Mas se redimiu com uma defesa nos acréscimos.

5,5
Marcinho

Deu espaços para Rafinha avançar e iniciar a jogada do gol macaense. Tentou cruzamentos no jogo, sem sucesso.

5,5
Renan Fonseca

Deixou que Xavier tivesse liberdade para marcar o gol macaense. Porém, nos acréscimos, iniciou a jogada do gol que manteve a equipe viva.

5,5
Igor Rabello

Não vinha comprometendo na marcação, até hesitar no momento do gol do Macaé.

6,5
Gilson

Buscou jogadas e tentou uma série de cruzamentos na etapa inicial. Mas caiu aos poucos de produção no segundo tempo.

7,5
Rodrigo Lindoso

Mostrou categoria na finalização que abriu o placar. No mais, foi o maestro da equipe, conduzindo as melhores jogadas.

6,5
Dudu Cearense

Desdobrou-se na proteção à zaga, tentou investidas ao ataque e quase marcou em uma cabeçada.

5,5
Bochecha

Mostrava muita disposição e dava intensidade ao meio quando saiu de campo aos 16 minutos, por uma lesão.

6,0
Leandrinho

Lutou para tentar fazer a ligação entre o meio e o ataque, mas não estava em um dia inspirado.

7,5
Guilherme

Incansável, deu passe preciso para o gol de Lindoso e lutou até o fim para fazer a jogada do gol polêmico de Tanque. Ainda arriscou chances.

5,0
Joel

Ficou preso em alguns momentos à marcação, e chegou atrasado em alguns cruzamentos.

5,5
Matheus Fernandes

Teve trabalho na marcação, devido à queda de produção alvinegra na etapa final. Oscilou no combate à marcação.

7,5
Vinícius Tanque

Teve poder de decisão ao marcar o gol que manteve o Botafogo com chances na Taça Guanabara. Lutou enquanto esteve em campo.

5,0
Fernandes

Entrou nos últimos minutos, e não conseguiu ser incisivo no apoio ao ataque, especialmente após o Botafogo voltar a ficar no sufoco.

6,0
Técnico: Jair Ventura

O Botafogo passou por um sufoco desnecessário em uma partida na qual se impunha com sobras. Porém, sua aposta em Tanque foi decisiva.

MACAÉ

7,0
Milton Raphael

Sem culpa nos gols. Desdobrou-se para conter as finalizações.

6,0
Léo Rodrigues

Cresceu na etapa final, em investidas.

5,5
Ramón

Oscilou no combate, mas levou a melhor diante de Joel.

5,5
Aislan

Mostrou insegurança no início, mas foi se impondo em campo.

5,5
Ebert

Deixou espaços na defesa.

5,5
Dierson

Impreciso nas divididas com o meio alvinegro.

5,5
Alan

Sobrecarregado na marcação.

5,5
Zotti

Omisso em algumas jogadas.

5,0
Romarinho

Atuação discreta.

5,5
Marquinho

Deu trabalho a Igor Rabello. Caiu na etapa final.

4,5
Maycon Aperibé

Tentou finalizações no início. E só.

6,5
Rafinha

Lutou muito em campo, e armou a jogada que gerou o gol do Macaé.

7,0
Xavier

Deu trabalho à defesa rival, e mostrou oportunismo ao aproveitar rebote da finalização de Gatito Fernández.

6,0
Yago

Pressionou pela esquerda, com boas investidas ao ataque.

5,5
Técnico: Renê Simões

Foi bem nas alterações, mas o Macaé pecou ao demorar a se encontrar na etapa inicial.