Almir

Almir é o atual artilheiro do Campeonato Carioca, com oito gols (Foto: Divulgação)

Vinícius Britto
10/04/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Um caso antigo, não resolvido e que pode ter novos capítulos. Assim pode ser descrita a história entre Almir e o Botafogo. Na partida de logo mais, entre Bangu e Botafogo, em São Januário, os dois novamente voltam a se reencontrar. O site do LANCE! transmitirá a partida em tempo real.

Revelado pelo clube, o meia e atual artilheiro do Campeonato Carioca - com nove gols - não nega o carinho especial pelo Alvinegro. Almir, que foi especulado no Botafogo no ano passado, acabou acertando com o Flamengo na época. E o meia explicou ao LANCE! o motivo, destacando o fato de não ter recebido qualquer oferta do clube que o revelou:

- Na verdade, a especulação sobre Botafogo foi mais por parte da imprensa. Eu só recebi a oferta do Flamengo. Alguns torcedores do Botafogo me criticam, achando que eu fiz uma escolha. Mas eu não recebi nenhuma proposta. Não me arrependo, porque foi a proposta que eu tive - disse o jogador.

No rival rubro-negro, Almir teve poucas chances e acabou saindo do clube meses depois. Quando perguntado se mudaria de ideia na época, em caso de uma proposta do Botafogo, ele não titubeou em responder:

- Sem dúvida, ia me balançar. Era um desejo antigo. Todo mundo sabe. Tem 10 anos que eu saí do Botafogo e até hoje eu encontro torcedores. Sabe-se que tenho carinho pelo clube. Se eu tivesse com proposta na época, eu balançaria bastante - afirmou o camisa 10 do Bangu.

Para o jogo deste domingo, o meia projetou uma partida especial. Ele admitiu ser estranho enfrentar o clube, mas lembrou que não é a primeira vez que joga contra o Botafogo (no primeira fase, enfrentou o clube e acabou perdendo):

- É sempre um jogo especial, poder reencontrar o Botafogo. Eu vivi muito tempo ali. É até estranho jogar contra, mas não é a primeira vez. Já joguei várias vezes, mas o respeito e o carinho continua o mesmo - completou.

BATE-BOLA COM ALMIR:

Já teve alguma conversa com o técnico Ricardo Gomes?

Desejei boa sorte ao Ricardo na estreia do Carioca. E só. Admiro muito o seu trabalho e o que ele vem fazendo no Botafogo desde o ano passado

Alguma explicação para a fase artilheira no Bangu?
Eu continuo jogando na minha posição de origem. Sempre joguei dessa forma. Só que eu tenho muita mais liberdade para jogar próximo ao gol, podendo me movimentar bastante. O técnico me deixa à vontade. O segredo, além da liberdade, é a entrega dos meus companheiros. Na marcação, eu deixo a desejar, e já tem um esquema feito para suprir.

Ainda tem amigos da sua época no clube?
Olha, na comissão técnica, eu acho que os fisioterapeutas e os massagista são os mesmos da minha época. Falo às vezes com o Jefferson por telefone, Whatsapp... Acho que jogador da minha época, só o Jefferson mesmo.