Bahia x Blooming

Will Vieira/Raw Image

LANCE!
24/05/2018
01:45
Futebol Latino

O clima na coletiva de Guto Ferreira era de alívio. Pressionado no cargo por conta do péssimo início de Campeonato Brasileiro, o treinador precisava da classificação na Copa Sul-Americana de qualquer maneira para ganhar fôlego e confiança da torcida.

Na coletiva de imprensa, Guto admitiu que a retranca do Blooming complicou a vida do Tricolor, mas seus jogadores foram competentes, principalmente na etapa final.

“Dificultou. Quando eles tiveram que sair, fizemos três gols. Quando estavam bem postados, tivemos dificuldades. É só ver a quantidade de finalizações. No segundo tempo, foi muito mais. Acho que, se viessem para o jogo franco, talvez o Bahia tivesse mais facilidade no enfrentamento. O time deles fechado criou certa dificuldade. Tivemos competência e fomos felizes de fazer os gols com Zé e Elton, o que arrebentou a estratégia deles”, analisou.

Na visão de Guto, o meia Zé Rafael foi um dos responsáveis pela sua equipe sair de campo classificada e elogiou o desempenho do atleta.

“O Zé, nas divisões de base, sempre foi protagonista. No surgimento dele como profissional, até na chegada no Bahia, realmente teve um comportamento mais de coadjuvante. Nesse ano, em cima do desempenho como coadjuvante, ele buscou essa característica de ter o protagonismo, de ser um dos jogadores a puxar a equipe. Ele colocou metas na cabeça e está buscando. Isso tem ajudado nos projetos do Bahia”.

No domingo, o Esquadrão de Aço encara o Vasco pela 7ª rodada do Brasileirão e tenta sair da temida zona do rebaixamento, na Arena Fonte Nova.