Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético-MG (Foto: Igor Siqueira)

Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético-MG (Foto: Igor Siqueira)

RADAR/LANCE!
16/10/2016
20:56
Belo Horizonte (MG)

Menos de uma semana depois de elogiar a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) pelas medidas adotadas em relação à venda de mando de campo, Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético-MG, entrou em rota de colisão com a entidade.

Neste domingo (16), o mandatário demonstrou irritação com a atuação de Wagner Reway (MT) e criticou Coronel Marinho, líder da Comissão Nacional de Arbitragem desde o fim de setembro, quando substituiu Sérgio Corrêa Silva.

A raiva do dirigente com o árbitro matogrossense é devido ao revés do Galo para o Botafogo no Rio de Janeiro. Na ocasião, os atletas do clube mineiro queixaram-se de um suposto pênalti cometido por Emerson e de uma bola na mão de Bruno Silva no lance que acarretou no primeiro gol do Botafogo.

O presidente do Galo utilizou o seu perfil no Twitter para reclamar e fez alusão à arbitragem de Sandro Meira Ricci (SC/Fifa) no jogo entre Fluminense e Flamengo:

- Semana caótica da arbitragem brasileira! Não adianta mudar o comando pra vermos essa vergonha que vimos hoje, @CBF_Futebol - escreveu, fazendo menção ao perfil oficial da CBF na rede social.