RADAR/LANCE
02/07/2016
19:35
Belo Horizonte (MG)

Depois de conseguir emplacar uma sequência de quatro vitórias seguidas em Belo Horizonte e saltar mais de dez colocações na tabela, o Atlético-MG quer mais. De olho no G-4, os comandados de Marcelo Oliveira não abrem mão de mais uma vitória, mas para isso terão que continuar os bons trabalhos também fora de casa. Fechando os jogos deste domingo, o Galo visita o ameaçado Figueirense, às 19h no Orlando Scarpelli.

Depois de completada a meta das partidas em BH, o time já estipulou um novo desafio. Conseguir pelo menos quatro pontos nos próximos seis a serem disputados como visitante, diante do Figueirense e do Flamengo.

- A conta que faço básica, é você ter 75% dentro de casa e chegar a um pouco mais de 50% fora. Assim você está propenso a ganhar o campeonato. É isso que vamos buscar, mesmo sabendo que é muito difícil, pois todas as equipes usam muito bem o fator casa, assim como faz o Atlético – comenta o técnico Marcelo Oliveira.

Apesar de ter conquistado apenas seis dos primeiros 15 pontos disputados fora de casa, o Atlético conta o embalo do time para seguir vencendo. Único time a triunfar quatro vezes seguidas no torneio, a equipe sofrerá apenas uma alteração diante daquela que goleou o Botafogo. A única mudança será o retorno do lateral Marcos Rocha, que volta de suspensão.

No Figueirense, o técnico Vinícius Eutrópio não poderá contar com Dudu, que está acertando sua transferência para o futebol japonês, o artilheiro Rafael Moura, que cumpre suspensão. Yago voltou na última rodada e pode ser opção para o setor ofensivo. Além disso, o volante Ferrugem queixou-se de dores musculares e ainda é dúvida.

Diferente do Atlético, a equipe catarinense não vence há três jogos e precisa urgentemente de voltar a triunfar. Do contrário, uma eventual derrota ou até empate dentro de casa poderá recolocar o clube no Z-4 do Brasileirão.

FIGUEIRENSE x ATLÉTICO-MG

Motivo: 13ª rodada, Brasileirão 2016
Data/Hora: 03/07/2016, às 19h
Local: Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Árbitro: Rafael Traci (PR)
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Luciano Roggenbaum (PR)

FIGUEIRENSE: Roberto Fernandez, Ayrton, Marquinhos, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Elicarlos e Ferrugem (Jackson); Bady, Gustavo Ermel, Yago e Everton Santos (Guilherme Queiroz). Técnico: Vinícius Eutrópio.

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Erazo e Douglas Santos; Eduardo e Junior Urso; Clayton, Cazares e Robinho; Fred. Técnico: Marcelo Oliveira.