Brasil x Japão - Final Torneio de Toulon

O atacante Paulinho é uma das joias recentemente vendidas pela equipe de São Januário (AFP)

Felippe Rocha
16/06/2019
07:40
Rio de Janeiro (RJ)

Em tempos de vacas magras, o Vasco procura gerar novas receitas. Mas também há possibilidades de arrecadação além de patrocínios, bilheteria e vendas de atletas. Todo jogador, quando envolvido numa transferência internacional, pelo mecanismo de solidariedade da Fifa, geram valores proporcionais ao tempo que passaram nos clubes onde estiveram dos 12 aos 23 anos. E por esta ótica, o recém-terminado Torneio de Toulon poderá, em breve, dar boas notícias ao departamento financeiro cruz-maltino.

A competição - recheada de jovens talentos e observada por empresários e representantes de diferentes clubes foi vencida pelo time sub-23 do Brasil, e o elenco comandado por André Jardine conta com três ex-jogadores do Vasco mais um que ainda está nas categorias de base de São Januário: Mateus Vital, atualmente no Corinthians, Paulinho, do Bayer Leverkusen (ALE), Douglas Luiz, do Manchester City, e Lucão, goleiro do time sub-20 do Vasco.

Mateus foi vendido em janeiro de 2018, por R$ 8 milhões, aos 19 anos; Paulinho voou para a Alemanha assim que completou 18 anos, no último julho, mas a venda fora sacramentada antes, em abril, por um total aproximado de R$ 77 milhões; por sua vez, Douglas Luiz foi vendido em julho de 2017, aos 19, por cerca de R$ 55 milhões, na cotação da época. Lucão é visto como promessa de retorno técnico e financeiro. Atualmente tem 18 anos e assinou o primeiro contrato profissional aos 16.

No Torneio de Toulon, o goleiro foi reserva, e participou da segunda etapa do terceiro jogo da primeira fase, contra o Qatar. Não sofreu gols. Mateus Vital também teve no terceiro jogo da Seleção a maior oportunidade. Naquela partida, foi titular e fez um gol, de pênalti. Também fez um gol no segundo jogo, saindo do banco de reservas na etapa derradeira. Entrou em campo nos últimos minutos da semifinal e da final. Portanto, ele só não participou do primeiro jogo.

Paulinho participou das cinco partidas. Teve maior destaque na segunda, quando deu a assistência para o gol de Mateus Vital, na terceira, quando marcou dois gols, e na semifinal, quando marcou outro. Foi titular nos três últimos jogos. Já Douglas só não foi titular no terceiro jogo, quando a maioria dos titulares foi preservada. Fez um gol e recebeu o prêmio de melhor jogador do campeonato.

Do quarteto, Mateus Vital é um dos jogadores de maior mercado do Corinthians, e pode rumar à Europa em breve; Paulinho ainda dá os primeiros passos pelo Bayer Leverkusen (marcou um gol em 21 jogos, dos quais somente quatro foram como titular); Douglas, apesar de muito querido pelo técnico Josep Guardiola, enfrenta problemas para obter a licença de trabalho e atuar na Inglaterra. Por isso esteve, nas duas últimas temporadas, cedido por empréstimo ao Girona, da Espanha.

placeholder