Vasco x Brusque - Cano

Cano marcou um dos gols da vitória e fez um gesto emblemático ao erguer a bandeira (Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

LANCE!
29/06/2021
17:48
Rio de Janeiro (RJ)

O Vasco sempre esteve à frente de causa sociais na luta contra o preconceito e em prol da diversidade. Dentro de campo, o time usou um uniforme em homenagem ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, e a comemoração de Cano repercutiu no mundo. Fora dele, o clube publicou um manifesto, fez ações contra homofobia e transfobia e irá leiloar os uniformes utilizados no domingo através da plataforma Play for a Cause.

> Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro 


O lucro do leilão será revertido em para a Casa Nem, instituição que acolhe pessoas transgênero em situação de vulnerabilidade no Rio de Janeiro. Os lances iniciais são de R$ 700 por cada peça (11 uniformes) e a versão especial das camisas esgotaram mesmo antes da bola rolar em São Januário, contra o Brusque.

> Vasco reforça DNA de luta contra o preconceito. Veja momentos em que o clube defendeu as causas sociais

Cabe salientar que a Casa Nem é administrada exclusivamente por pessoas trans, e visa acolher transexuais, travestis e transgêneros. O local busca resgatar a autoestima dessas pessoas que são vítimas de preconceito e em alguns casos são expulsas de casa e rejeitadas após revelarem sua identidade de gênero. 

A plataforma Play for a Cause também disponibiliza leilões das camisas de Flamengo e Fluminense usadas na última rodada do Brasileirão. Ambas as equipes entraram em campo com os números nas cores do arco-íris, fazendo referência ao movimento LGBTQIA+.

Além disso, Cano já utilizou a plataforma em maio para leiloar uma camisa, um par de chuteiras e uma jaqueta corta-vento, e o dinheiro arrecado foi revertido em cestas básicas para o Morro do Tuiuti, comunidade vizinha ao Estádio de São Januário.

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

Um dia histórico marcou o triunfo do Gigante da Colina sobre a equipe catarinense. Em um momento único, o argentino Cano balançou a rede, ao abrir o placar, e levantou a bandeirinha que estampava o arco-íris referente à causa LGBTQIA+. Mais uma vez, o clube carioca esteve à frente da defesa de causas sociais, algo que faz parte de sua história.