Jorge Salgado - Vasco

Salgado admite que houve conversas com Brant, mas não chegaram a falar sobre candidatura (Foto: Divulgação/Mais Vasco)

Vinícius Faustini
10/11/2020
14:58
Rio de Janeiro (RJ)

A condução da eleição do Vasco foi alvo de duras críticas de Jorge Salgado. Ao LANCE!, o candidato da chapa "Mais Vasco" ratificou que não reconhece Leven Siano como vitorioso do pleito realizado no último sábado. Aos seus olhos, não foi respeitada a decisão do STJ que suspendia a votação.

- É óbvio que eu não aceito o resultado. Decisão judicial cumpre-se! A própria decisão de que a eleição fosse realizada presencialmente no sábado passado chegou poucas horas antes. Mesmo assim, mobilizei as pessoas e fui para São Januário. Assim que houve a nova decisão judicial, às 20h, de lacrar as urnas, me retirei do ginásio. No dia seguinte, soube que eles prosseguiram, passando por cima de uma decisão judicial. Como vou aceitar uma eleição dessas? Como vou saber se a contagem de votos está correta? - declarou.

O candidato recebeu com tranquilidade a possibilidade de realização de uma nova eleição, desta vez de forma híbrida, conforme foi convocado por Faues Mussa, presidente da Assembleia Geral.

- Não há problema. Vejo com bons olhos, desde que aconteça da maneira correta judicialmente. Farei o que a Justiça determinar - frisou. 

Salgado também falou sobre a possibilidade de uma aliança com Julio Brant em uma possível nova eleição no Cruz-Maltino. Ele confirmou que conversou com o candidato da Sempre Vasco, mas fez uma ressalva para selar um eventual acordo.

- Conversamos amigavelmente, assim como conversei com (Alexandre) Campello e com outros candidatos. Não chegamos a ter nenhum acordo mas, se chapa Sempre Vasco quiser me apoiar, não vejo nenhum problema. Agora, não retiro a minha candidatura - garantiu.