Alexandre Pássaro

Alexandre Pássaro está no Vasco há cerca de dois meses (Reprodução / Vasco TV)

Felippe Rocha e Felipe Melo
26/02/2021
16:35
Rio de Janeiro (RJ)

O fim do trabalho de Vanderlei Luxemburgo no Vasco significou, consequentemente, a busca por um novo treinador. Existem nomes em pauta, sendo estudados, mas nenhum confirmado. O diretor executivo de futebol do clube, Alexandre Pássaro admite que Marcelo Cabo, atual técnico do Atlético-GO é um deles, mas não se estende sobre o tema.

- Tanto ele (Cabo) como outros não estão sendo analisados por eventualmente por ter experiência em Série B. Qualquer nome fechado é pela competência para o Vasco. A experiência na competição pode ser um ativo caso o nosso rebaixamento seja confirmado, mas não é o que vai pautar a nossa escolha - garantiu Pássaro. E emendou:

- Tenho ligado para presidentes de clubes para saber como é o método, como é o time... o Vasco tem que voltar a ser competitivo. Não estamos sabendo trabalhar na Série A. Se não, nossas posições não seriam essas nos últimos anos. queremos ter time competitivo e com nossos métodos - revelou o dirigente.

Ao longo de uma entrevista concedida na tarde desta sexta-feira, Pássaro detalhou também o planejamento para o início da temporada 2021. O time estreia no Campeonato Carioca contra a Portuguesa-RJ, nesta quarta, e terá em campo um time extremamente jovem.

- Está traçado o planejamento para o jogo de quarta, mesmo sem novo treinador. Onze jogadores permaneceram, outros tiveram recesso. Na outra quarta pode ter Copa do Brasil - resumiu, antes de ampliar:

- Os 11 que permaneceram se juntaram a 20 do sub-20. Serão dois jogos comandados pelo Siston (Diogo, treinador do time de juniores) e pela comissão técnica dos juniores. Os 11 que permaneceram são todos da base. Esse nosso processo visa muita coisa. Não é remendo, como nessa última temporada. É para vermos disputa, ver espaço no profissional independentemente do plano do novo treinador - concluiu.

Confira os jogadores que integram o período inicial do Vasco:
Já profissionais: Lucão (G), Alexander (G), Cayo Tenório (LD), Miranda (Z), Ulisses (Z), Caio Lopes (V), Juninho (V), Lucas Santos (M), Gabriel Pec (A), Vinícius (A) e Tiago Reis (A).
Juniores: Cadu (G), Fintelma (G), Saulo (LD), JP Galvão (LD/V), Menezes (Z), Yuri (Z), Vitor (Z), Andrey (V), Rodrigo (V), Weverton (V), Marcondes (M), Galarza (M), Marlon Gomes (M), Guilherme Carneiro (M), Arthur (A), MT (A), Laranjeira (A), João Pedro (A), Figueiredo (A) e Marcos Dias (A).

Durante a entrevista, o presidente Jorge Salgado afirmou também que a vice-presidência de futebol está vaga. Antes, ela era ocupada por José Luis Moreira.

- O José Luis já vinha na gestão Campello. Ficamos com ele. Após o encerramento do Campeonato ele deixa de ser. O vice de futebol nós estamos trabalhando nisso. O futebol vai ser muito pautado pelo profissionalismo, não vamos ter aquele vice que faz tudo, vai na federação, como estávamos acostumados - explicou Salgado.