Alexandre Pássaro e Luxemburgo

Alexandre Pássaro e Vanderlei Luxemburgo tentam agir dentro e fora de campo (Reprodução: Vasco TV)

Felippe Rocha
16/02/2021
07:30
Rio de Janeiro (RJ)

A falha do sistema do árbitro de vídeo deixou os nervos exaltados e mudou o andamento da partida contra o Internacional. Tanto que quase nada se falou, após o jogo, sobre o efetivo desempenho do Vasco na última rodada. Mas de um jeito ou de outro, o time precisa se reerguer para se recuperar e fazer o que lhe cabe para tentar escapar do rebaixamento.

O fraco aproveitamento, justamente na reta final da competição, desanima quem tenta ser otimista. Até o artilheiro Germán Cano falhou no último jogo. De modo que o desafio interno e externo é recuperar a confiança de toda a equipe.

- Faltam dois jogos. Podemos chegar a 43 pontos, não acabou o campeonato. Temos que levantar a cabeça, quantas histórias existem de clubes que se livraram na última rodada tendo que contar com a ajuda de outros? - citou Vanderlei Luxemburgo, após o jogo. Mas não sem completar criticando a Comissão de Arbitragem da CBF, chefiada por Leonardo Gaciba:

Estamos chateados, preocupados e eu peço que o Gaciba não venha com conversinha, porque todos estão vendo os erros do VAR - finalizou.

Nesta terça-feira, por meio do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Vasco vai tentar anular a partida contra o Internacional. Todavia, no mundo jurídico, o sucesso cruz-maltino é visto como improvável, como explica o especialista em direito esportivo Victor Amado, do escritório Cortez Amado.

- Muito difícil a anulação, o pedido do Vasco ter êxito no STJD. Primeiramente porque o manual do VAR já prevê que o erro técnico não ensejaria anulação da partida. E, além disso, para anulação da partida tem que ter alguma situação intermitente à aplicação errada da regra pelo árbitro da partida. Tem que ser alguma coisa que tenha grande relevância, algum erro crasso - analisou, ao LANCE!. E concluiu:

- Alguma situação que tenha implicação que enseje ao gol, que implique no resultado da partida e que venha a resultado diferente do que seria real. Então é muito difícil que tenha êxito esse pedido do Vasco ao STJD para anulação da partida - entende Victor.

Desta forma, muito mais do que focar os esforços para tentar anular um jogo já perdido, o Cruz-Maltino precisa trabalhar para vencer os últimos dois do campeonato.