Embarque Vasco

A delegação vascaína embarcou menos de 24 horas depois de jogar em São Januário (Rafael Ribeiro / Vasco da Gama)

Felippe Rocha
11/06/2021
07:30
Rio de Janeiro (RJ)

O rebaixamento no Campeonato Brasileiro gerou um efeito não surpreendente de sequências viagens desgastantes. E o próprio técnico Marcelo Cabo falou, após o jogo da última quarta-feira, que a partida contra o Brasil de Pelotas exigiria fisicamente da equipe pelo deslocamento. Também pudera. O Vasco terá percorrido, em três dias, uma distância de dois mil quilômetros.

- Contra o Brasil de Pelotas talvez seja a viagem mais difícil do campeonato - projetou o treinador.

A delegação embarcou para Porto Alegre no fim da tarde da última quinta-feira, menos de 24 horas depois do jogo contra o Boavista, pela Copa do Brasil. Nesta sexta-feira, fará atividade no CT do Internacional e, no final da tarde, embarca para Pelotas, cidade da Zona Sul do Rio Grande do Sul.

São 260 km da capital gaúcha até o palco da partida. Mais 260 km para a volta. Cerca de 3h30 cada perna. No avião, são mais duas horas em cada perna cuja rota tem 753 km. Haja descanso. Haja recuperação física. Estas viagens já estavam previstas na maratona de junho, explicada por este LANCE!.

-> Confira a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

Com toda essa dificuldade, ainda assim o time de Marcelo Cabo precisa vencer para subir na tabela. Até para voltar do Rio Grande do Sul cansado, mas com a missão cumprida.

Confira o itinerário vascaíno:
Rio de Janeiro - Porto Alegre - 753 km de voo
Porto Alegre - Pelotas - 260 km de rodovia
Pelotas - Porto Alegre - 260 km de rodovia
Porto Alegre - Rio de Janeiro - 753 km de voo