Vasco - Treinamento

O Vasco vem de desempenhos e resultados ruins, mas precisa reagir urgentemente (Rafael Ribeiro/Vasco)

Felippe Rocha
17/02/2021
07:30
Rio de Janeiro (RJ)

Em 2019, o Vasco só foi escapar matematicamente do rebaixamento nas últimas rodadas. Em 2018, aquele empate sofrido com o Ceará, no Castelão, garantiu a permanência. Então esta temporada 2020 é a terceira seguida em que o Cruz-Maltino briga contra a degola. E a missão, cada vez mais alarmante, é evitar também que o time seja o primeiro entre os considerados 12 grandes a consumar a quarta queda à Série B.

Tem sido uma triste rotina para o time de São Januário. E especificamente nesta temporada, o desempenho da equipe preocupa para as duas rodadas decisivas. Desde o início da disputa do Brasileirão por pontos corridos, o Vasco esteve mais do meio para baixo do que na parte de cima da tabela, mas sempre foi preciso mostrar valor na reta final, em nome de um final feliz.

Resultado final do Vasco nos anos de luta contra o rebaixamento
2019
- Escapou nas últimas rodadas.
2018 - Escapou na última rodada com um empate fora de casa.
2015 - Caiu na última rodada, quando precisava ganhar, empatou, mas ainda dependia de outros.
2013 - Caiu na última rodada, quando resultados ajudaram, mas o time foi goleado pelo Athletico-PR na Barbárie de Joinville
2008 - Chegou na última rodada precisando superar o Vitória, em casa, e dependendo de outros resultados, que não ajudaram. O time foi derrotado.
2004 - Quando o campeonato ainda tinha 24 times, o time se livrou matematicamente do rebaixamento na rodada 45, a penúltima, com gol do zagueiro Henrique, que selou a vitória sobre o então líder Athlético-PR - que perderia o campeonato a partir dali.

-> Confira a tabela do Campeonato Brasileiro

O Vasco, portanto, tenta se remontar para não entrar negativamente na história. Também porque é preciso, antes de qualquer coisa, acreditar em si mesmo. O próprio técnico Vanderlei Luxemburgo falou sobre isso na semana passada.

- Se acharmos que, em função da atuação de hoje, já fomos rebaixados, é melhor nem entrar em campo. Temos que acreditar - bradou, antes da partida contra o Internacional.

Mas a frase segue valendo, igualzinha, agora, antes do duelo contra o Corinthians.