Felipe Bastos

Felipe Bastos pediu desculpas após repercussão negativa de vídeo (Foto: Reprodução)

LANCE!
18/02/2019
13:54
Rio de Janeiro (RJ)

O vídeo em que o volante Fellipe Bastos comemora o título da Taça Guanabara, no gramado do Maracanã, com palavrões de cunho homofóbico teve uma grande repercussão negativa e gerou até resposta por parte do Fluminense - derrotado pelo Vasco por 1 a 0 no domingo. No início da tarde desta segunda, o meia publicou um vídeo de desculpas nas redes sociais pelo acontecido.

- Gostaria de pedir desculpas às pessoas que se sentiram ofendidas por aquele vídeo que está viralizando na internet. Pedir desculpas à instituição Fluminense também, deixar bem claro que não tenho nada contra classe nenhuma. Gostaria também de pedir desculpas a todas essas pessoas que se sentiram ofendidas. Nasci e fui criado num futebol onde podia brincar, com alegria, mas foi um momento em que extravasei e atrapalhei um pouquinho - disse Bastos.

Confira abaixo, na íntegra, o vídeo publicado pelo jogador nesta segunda-feira:

Fellipe Bastos, por fim, revelou que, desde a repercussão do vídeo, tem recebido ameaças, assim como seus familiares.

- Peço desculpas a todos, espero que entendam e parem de ameaçar minha esposa, meus filhos, eles não têm nada a ver com isso - finalizou o volante.

Através de suas redes sociais, o Fluminense se posicionou e lamentou a situação. Além do vídeo de Fellipe Bastos, torcedores do Vasco cantaram músicas homofóbicas durante a partida, depois que puderam entrar aos 30 minutos do primeiro tempo.

- Sexualidade é diversidade. A intolerância não pode ter mais espaço na nossa sociedade. O Fluminense é um #TimeDeTodos, como todo clube deveria ser. E lamenta que alguns ainda deem lugar para o preconceito - postou o Tricolor.


Logo depois, foi a vez do Vasco da Gama se manifestar sobre o caso. O Gigante da Colina reforçou que "a luta por uma sociedade mais justa e diversa é um valor" do clube, repudiando "todo e qualquer tipo de preconceito, seja ele de ordem racial, social ou relacionado à orientação sexual."

Confira abaixo, na íntegra, a nota publicada pelo Vasco nesta segunda-feira:

“A inclusão está no DNA do Vasco da Gama desde a sua origem. O Vasco é o clube da Resposta Histórica de 1924, a instituição que abriu as portas do futebol para os negros e oriundos das classes sociais mais baixas.

A luta por uma sociedade mais justa e diversa é um valor que buscamos a cada dia de forma intransigente. Portanto, qualquer manifestação preconceituosa ou ato que configure uma violação de direitos serão sempre combatidos e jamais encontrarão eco no Clube.

O Vasco da Gama repudia veementemente todo e qualquer tipo de preconceito, seja ele de ordem racial, social ou relacionado à orientação sexual. O Vasco é a casa de todos.

O atleta Fellipe Bastos já se desculpou publicamente pelo episódio do último domingo e o Clube discutirá o caso internamente.”

Clique aqui e ganhe R$50 para jogar no Galera.bet