icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
09/08/2014
14:16

Joseph Blatter, presidente da Fifa, reconheceu o Palmeiras como campeão mundial de 1951, apesar de fazer distinções com o modelo atual da disputa. O suíço afirmou, neste sabado, que o Verdão receberá um certificado da entidade pelo título da Copa Rio. O clube espera fazer um anúncio no dia 26 de agosto, data em que o Alviverde irá festejar o centenário.

– O Palmeiras, naquela época, foi o campeão do mundo de clubes. Naquela época (anos 50), eles foram os campeões. Vamos dar um certificado para todos os campeões. Agora, temos um campeão a cada ano – declarou Blatter, na Suíça, ao “Estado de São Paulo”.

A declaração, no entanto, deixou irritado o departamento de comunicação da Fifa, que tentou impedir que o suíço terminasse a frase. Blatter diz que o reconhecimento não significaria somar o título à lista dos atuais campeões do mundo.

O “aval” da Fifa foi um pedido do presidente Paulo Nobre a Marco Polo Del Nero, futuro presidente da CBF e amigo do dirigente palmeirense. Del Nero é membro do Comitê Executivo da Fifa. O ministro dos Esportes, Aldo Rebelo, torcedor fanático do Verdão, tem feito pressão.

Os dois já sinalizaram a Nobre nesta semana que o reconhecimento será dado. O Palmeiras quer, agora, levar um membro da entidade máxima ao jantar de aniversário dos 100 anos, no dia 26 de agosto, para um anúncio oficial sobre a conquista.

Comemoração do título da Copa Rio de 1951 (Foto: Arquivo)

Um dossiê, em três línguas, foi enviado à Fifa pelo Palmeiras em 2006 pleiteou o reconhecimento da conquista como o primeiro Mundial de Clubes. A entidade máxima do futebol chegou a sinalizar positivamente ao Verdão na época, mas depois recuou. A Copa Rio reuniu oito clubes: Vasco, Palmeiras, Nacional (URU), Sporting (POR), Áustria de Viena (AUS), Olympique Nice (FRA), Estrela Vermelha (IUG) e Juventis (ITA). O Verdão venceu os italianos na final, em dois jogos. A finalíssima terminou em 2 a 2, no Maracanã, e deu a taça ao Alviverde, que venceu a ida por 1 a 0.

Ídolos históricos do Palmeiras, casos de Oberdan Cattani e Waldemar Fiúme, fizeram parte do elenco e sempre se consideraram campeões do mundo. A imprensa da época tratou o Alviverde como campeão mundial e a taça sempre foi uma das mais destacadas na galeria do Palestra Itália.

Time do Palmeiras campeão em 1951 (Foto: Arquivo)