Defesa - São Paulo

Esquema de três zagueiros mostrou-se seguro contra o Flamengo (Foto: Rubens Chiri / saopaulofc)

Gabriel Santos
26/02/2021
10:00
São Paulo (SP)

O São Paulo venceu o Flamengo por 2 a 1, no Morumbi, pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro e inicia uma nova temporada já neste final de semana, na estreia do Campeonato Paulista, com nova comissão técnica. Mas o que não pode ser novo, ou melhor, o que a torcida já conhece é o possível esquema de jogo. 

São Paulo bateu na trave no Brasileirão! Lembre títulos que o Tricolor passou perto de vencer

Diante do Rubro-Negro, Vizolli escalou o time com três zagueiros. Bruno Alves, Arboleda e Diego Costa formaram o trio de defensores, liberando assim Igor Vinicius e Welington, como alas pelas pontas. E essa ideia de jogo é similar com a de Hernán Crespo, que assumirá o São Paulo de agora em diante. 

VEJA COMO FICOU A CLASSIFICAÇÃO DO BRASILEIRÃO

O Tricolor é um dos clubes brasileiros que mais conhece o 3-5-2. Isso porque o tricampeonato brasileiro, conquistado em 2006,2007 e 2008, veio com o esquema mais seguro. Miranda, Fabão e André Dias (2006), Alex Silva, Breno e Miranda (2007) e Miranda, André Dias e Rodrigo (2008), formaram defesas bem eficientes, com um técnico em comum: Muricy Ramalho, atual coordenador da equipe do São Paulo. 

Após a vitória sobre o Flamengo, o técnico interino Marcos Vizolli comentou sobre a mudança para o esquema com três zagueiros e revelou ter tido a ajuda de Muricy para montar a equipe da melhor maneira. 

- Quando perdemos para o Botafogo, eu tinha em mente mudar o sistema, mas corria o risco por ser um esquema novo, jogando contra o Flamengo, com situação importante de jogo. Conversei com as pessoas que trabalham comigo e coloquei na mente que a gente teria uma profundidade maior, uma defesa sólida. O Muricy teve participação grandiosa, porque o debate final foi com ele. Ele conhece muito o sistema, foi tricampeão com isso. A gente tentou liberar mais os jogadores de velocidade e fortalecer a defesa contra o Flamengo - afirmou o técnico interino. 

Agora, sob o comando definitivo de Hernán Crespo, espera-se que o São Paulo volte a adotar o esquema rotineiramente. No Defensa Y Justicia-ARG, Crespo costumava utilizar Breitenbruch, Frías e Rodriguez na defesa, sempre com três zagueiros. Portanto, Bruno Alves, Arboleda e Diego Costa podem fazer as funções exercidas pelo trio do time argentino. 

Resta saber como será o futuro do São Paulo. Se com esquema de dois ou três zagueiros, a torcida só quer uma coisa: vencer o título do Campeonato Paulista.