Andrés Rueda

Andrés Rueda elogia o trabalho realizado por Cuca no Santos (Crédito: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/SantosFC)

LANCE!/DIÁRIO DO PEIXE
27/01/2021
16:13
Santos (SP)

O contrato do técnico Cuca com o Santos termina no final do Campeonato Brasileiro, em fevereiro. As conversas para a renovação não começaram devido ao confronto do próximo sábado, contra o Palmeiras, pela final da Copa Libertadores. No entanto, a permanência do técnico, ao menos do ponto de vista do clube, não depende da conquista do título continental.

>> Confira a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

- Resultado, obviamente, é importante, mas nessa fase de planejamento não vai afetar. A gente quer ficar com o Cuca. Ele tem o perfil do técnico que a gente imagina, está fazendo um excelente trabalho e a gente precisa parar de avaliar as pessoas por resultados imediatistas. O Cuca já mostrou do que é capaz, a gente está muito contente com o trabalho dele e, sem dúvida, a gente pretende mantê-lo por um bom tempo no clube - afirmou Andrés Rueda, em entrevista ao LANCE!/DIÁRIO.

A avaliação do departamento de futebol é de que o trabalho só será interrompido caso o treinador decida deixar o clube ou caso não exista um acordo financeiro. Ao voltar ao Peixe, em agosto do ano passado, Cuca declarou ter aceito um salário menos do que na passagem de 2018.

A diretoria entende que o técnico merece uma valorização pelo trabalho realizado nos últimos meses, mas não pretende fazer loucuras do ponto de vista financeiro. O próprio Andrés Rueda já revelou a necessidade de diminuir a folha salarial do Peixe em até 30%.

Apesar de não condicionar a permanência de Cuca ao título da Copa Libertadores, Rueda está muito otimista para a decisão de sábado e aponta o diferencial do Santos na competição: a vontade de vencer.

- Confio muito no nosso time. Além da técnica apurada, nosso time tem um diferencial, que é a garra, a vontade de vencer. Muitas vezes, até na vida, isso é mais importante do que a técnica. Estou muito confiante, sem menosprezar o adversário, mas temos totais condições de voltar com a taça - analisou o presidente.