Carlos Sanchez

Carlos Sánchez é um dos líderes do atual elenco santista (Foto: Ivan Storti/Santos)

Fábio Lázaro
12/10/2020
05:00
Santos (SP)

Na última semana, o Santos efetuou dois depósitos bancários que totalizam R$ 350 mil ao meia uruguaio Carlos Sánchez, para saldar parte da dívida de R$ 1 milhão referente ao atraso de direitos de imagem com o atleta, que é um dos líderes do elenco.

Após a conversa entre as partes sobre o assunto ser divulgada pelo “Esporte News Mundo”, o presidente do Peixe, Orlando Rollo, disse em entrevista coletiva virtual realizada na última sexta-feira (09) que havia feito o pagamento de parte da dívida com o meia, mas não havia informado valores, o que foi obtido em apuração feita pelo LANCE!.

– Tenho conversado muito com o Sánchez. Conversei na apresentação ao elenco e falei da dívida com ele sobre direito de imagem. Me comprometi a colocar essa dívida em dia – disse o mandatário em exercício do Santos, na ocasião.

Rollo entrou em contato com Sánchez na noite deste sábado (11) solicitando a cessão da camisa 7, então utilizada pelo uruguaio, ao atacante Robinho, que firmou o seu retorno para a quarta passagem no Alvinegro. O pedido foi prontamente atendido por Sánchez, que classificou o “Rei das Pedaladas” como uma “lenda do clube”.

Aos 35 anos, Sánchez chegou ao Peixe em julho de 2018. No dia 1º de outubro de 2020, na vitória santista por 3 a 2 sobre o Olmipia (PAR), pela quinta rodada do grupo G da Libertadores, que deu a classificação ao Peixe para às oitavas de final do torneio, o atleta, que fez o primeiro gol do jogo, sofreu uma ruptura ligamentar no joelho esquerdo e não jogará mais esta temporada. O contrato do jogador com o Santos se encerrará em julho de 2021, sendo possível a assinatura de um pré-contrato com outros clubes interessados a partir de janeiro.