Ana Canhedo
01/12/2018
06:00
São Paulo (SP)

Já sem qualquer tipo de pretensão no Campeonato Brasileiro, o Santos entra em campo neste domingo, para enfrentar o Sport, na Ilha do Retiro, com um time praticamente inteiro mexido. A despedida do técnico Cuca, porém, pode ser útil para algumas peças do elenco que passaram o ano sem tantas oportunidades. Dos Meninos da Vila aos esquecidos, o LANCE! lista quem pode aproveitar a chance já pensando em 2019. 

Copete e Jean Mota
O colombiano Jonathan Copete não fez grande temporada e decepcionou boa parte da torcida santista. Em baixa, no começo do ano por muito pouco não deixou o clube em negociação com o Atlético-MG. O atacante marcou apenas um gol em 2018 e vai ganhar chance na despedida de Cuca muito provavelmente na lateral esquerda, no lugar do suspenso Dodô. A polivalência de Copete poder ser um trunfo para resgatar o bom futebol em 2019. 

Caso diferente de Jean Mota. O meio-campista foi bastante utilizado por Jair Ventura no primeiro semestre, mas não conseguiu convencer. O camisa 3 chegou a engatar uma sequência de jogos como titular, porém não conseguiu fazer o meio-campo deslanchar. A busca por reforços, inclusive, foi focada no setor. Agora, Jean tem a chance de apagar a impressão ruim deixada no primeiro semestre. 

Guilherme Nunes
O volante de apenas 20 anos teve apenas uma chance de ser titular com Cuca, mas saiu de campo lesionado no começo do jogo e não pôde mostrar seu futebol. Com características de um primeiro volante, com marcação forte e bom posicionamento, tem potencial para brigar por uma vaga no time em 2019. Portanto, é vital aproveitar a oportunidade aberta graças à suspensão de Alison. 

Arthur Gomes
Também aos 20 anos, Arthur tem mais uma chance de mostrar sua versatilidade em campo. O Menino da Vila não chegou a se firmar entre os titulares, mas foi bastante acionado em 2018. Revelado como ponta, foi usado por Cuca como armador da equipe, atuando mais centralizado. É provável que exerça tal função na partida contra o Sport. Peça útil do elenco santista.

Felippe Cardoso
Passada a fase de adaptação e curada a lesão no púbis, o centroavante aproveitou as chances dadas por Cuca e mostrou bom futebol. Terminar o ano como titular pode ajudá-lo a se preparar para 2019, quando possivelmente ocupará a lacuna deixada por Gabriel no ataque.

Lucas Lourenço
Destaque nos torneios do sub-17 durante a temporada, o meio-campista não teve chances no profissional ao longo de 2018. Agora, com Cuca, foi relacionado para a viagem e deve começar no banco. Há a expectativa de que ganhe alguns minutos em campo para mostrar seu futebol no profissional.