Everson

Everson sofreu apenas seis gols em 12 jogos nesta temporada pelo Santos (Foto: Ivan Storti/Santos)

Arthur Faria
27/06/2019
06:00
Santos (SP)

Mesmo contratado há seis meses do Ceará, o goleiro Everson acredita que está atuando pelo Santos há mais tempo. Não é para menos. O camisa 22 desbancou o ídolo Vanderlei e virou titular nas últimas quatro partidas antes do recesso do Campeonato Brasileiro.

Uma de suas motivações é o filho Marcos Paulo, de oito anos. Ao saber que Everson despertava o interesse do Santos, ficou entusiasmado e pediu para o pai fechar rapidamente com o clube.

O goleiro foi pedido do técnico Jorge Sampaoli pela habilidade que tem com os pés. Entretanto, mesmo com as boas atuações nos últimos jogos, não se vê ainda como titular absoluto da meta do Peixe.

- Claro que essa confiança é boa e nos motiva, ainda mais, para trabalhar cada vez com mais dedicação, mas sei que não tem nada definido. O elenco do Santos tem ótimas opções em todas as posições e qualquer um que entrar tem condições de representar bem o clube - explicou o goleiro.

- Todos me receberam muito bem e sinto que já estou aqui há mais tempo. Como eu disse na minha apresentação, o meu filho queria me ver no Santos e estou me dedicando ao máximo para absorver todas as orientações da comissão técnica para evoluir a cada dia - emendou. 

Além da titularidade, Everson também tem mantido uma boa média de gols sofridos. Em 12 jogos pelo Peixe, sofreu apenas seis tentos. 

- É uma boa média e fico feliz por estar ajudando o Santos, mas o mais importante é a equipe manter um sistema defensivo consistente e todos os jogadores têm méritos por isso - afirmou o camisa 22. 

Pelo filho e pela manutenção da confiança de Sampaoli, Everson espera evoluir nos treinamentos e jogos para ajudar o Santos a brigar pelo título do Brasileirão.