Jorge Desio

Jorge Desio comandou a equipe do Santos contra a Chape devido à suspensão de Sampaoli - Ivan Storti/Santos FC

LANCE!
01/12/2019
23:03
Santos

O auxiliar-técnico Jorge Desio deixou em aberto o futuro do técnico Sampaoli à frente do Santos após o fim do Brasileiro. Com a demissão de Mano Menezes do Palmeiras, o argentino é o principal cotado para comandar o alviverde no próximo ano. No entanto, Desio garantiu que o foco, ao menos por enquanto, é reta final do Brasileirão, mas ressaltou que o comandante gosta do Brasil, o que pode indicar que ele pretende continuar no país, em 2020.

- Sampaoli está focado no Santos até a última partida. Não sei nada (sobre o futuro), de verdade. Sampaoli é o cabeça do grupo e é ele que toma essas decisões. Está pensando no Santos e sempre disse que gosta muito no Brasil. Sobre o jogo, conquistamos os três pontos e queremos seguir somando o máximo possível até o fim do campeonato.

Confira e simule a tabela do Brasileirão

Com a vitória sobre a Chapecoense, o Peixe abriu três pontos na segunda posição da tabela e pode garantir o vice-campeonato na próxima rodada, quando enfrenta o Athletico-PR, em Curitiba. Desio atribuiu a boa campanha ao método de jogo da equipe, que mesmo com um elenco inferior aos rivais, vai garantindo a segunda melhor campanha da competição.

- Nosso método de trabalho não variou desde o primeiro dia. Sampaoli é muito claro e trabalha da forma mais séria possível. Nossa vitória foi consequência do que estamos jogando. Mérito de todos que fazer um esforço grande dentro do clube. As diretivas de Sampaoli estão sendo claras. É um torneio muito difícil.