LANCE!
08/08/2020
20:49
São Paulo (SP)

Vanderlei Luxemburgo tornou-se o maior campeão estadual de São Paulo ao faturar o nono título, cinco deles pelo Palmeiras. A experiência foi importante para levantar o ânimo dos jogadores para a disputa de pênaltis, logo após o Verdão sofrer o empate nos minutos finais.

- Eu fiquei olhando a cara de cada um. Tem uns que se escondem, outros não. Experiência. Aí o (Rpahael) Veiga: "eu quero bater". O Bruno (Henrique): "quero bater, ser o primeiro". Raphael bate bem, Lucas bate muito bem. Eu olhei pro semblante e para quem pediu. Felipe pediu para não bater por conta da lesão - afirmou o treinador durante entrevista para a TV Palmeiras.

Luxa aproveitou para destacar a personalidade de Patrick de Paula. O camisa 5 pediu para bater o último pênalti, que garantiu o título após 12 anos.

- Eu acalmei o pessoal, estavam de cabeça arriada. Estamos preparados para o pênalti, temos bons batedores. O Weverton foi muito bem. O Patrick chegou para nós e falou "eu quero bater o quinto pênalti". O pessoal pergunta "por que colocou o menino para bater?". Onde ele mora, na comunidade dele, o tiro come. Ele não está nem aí para bater pênalti. Ele nasceu jogador de futebol. Não vai tremer nunca", completou Luxemburgo.

Luxemburgo - Palmeiras x Santo André
Luxa foi campeão mais uma vez (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)