Luxemburgo Palmeiras

Treinador está em sua quinta passagem pelo Palmeiras (Foto: Agência Palmeiras/Divulgação)

LANCE!
23/05/2020
18:00
São Paulo (SP)

Os quatro últimos títulos do Campeonato Paulista conquistados pelo Palmeiras aconteceram quando Vanderlei Luxemburgo era o técnico do time. Em sua quinta passagem pelo clube, o treinador tem a mesma filosofia: é necessário dar o pontapé inicial da temporada levantando o estadual.

- O Palmeiras está na minha história, está aqui comigo, guardado. Eu quero ganhar e o primeiro campeonato que eu quero ganhar é o Paulista, porque você não vai pensar em ganhar um Brasileiro ou uma Copa Libertadores ou Mundial ou Copa do Brasil se você não está jogando – iniciou em vídeo publicado pela TV Palmeiras.

- Eu quero ganhar o Campeonato Paulista e os jogadores já sabem disso. E, dentro do Paulista, nós jogamos a primeira fase da Libertadores, que é para classificar para as oitavas. Então, temos o compromisso de ganhar o Paulista e pensar na Libertadores para continuar na competição. Minha cabeça está voltada junto com os jogadores para esse primeiro momento, de preparar o time para ganhar o Paulista.

Até a paralisação das competições por conta da pandemia do coronavírus, o Palmeiras vinha cumprindo a sua meta. Com duas vitórias em dois jogos na Libertadores, era vice-líder do grupo B no Paulista, empatado em pontos com o Santo André (19), melhor entre todos os times na campanha geral.

Falando em estadual, Vanderlei Luxemburgo também lembrou da última conquista com o Palmeiras, o Paulista de 2008. Naquela ocasião, ele foi um importante personagem dentro do vestiário no jogo da final contra a Ponte Preta.

- Eu virei para os jogadores e disse: ‘Vocês têm dúvida de que vocês vão ganhar o campeonato? Eu não tenho. Eu vou forte nisso e entrego a faixa de campeão para cada um de vocês, não tenho dúvida. Vamos sair daqui campeões, mas vocês têm que acreditar nisso aqui’. Provoco, estimulo, jogo para cima.

- Isso entra no emocional do Marcos muito forte. Ele recebe aquela mensagem minha e transmite para os jogadores. Porque o Marcos vinha de derrotas, não derrotas da qualidade dele, mas de desconfiança se ele era o Marcos ou não era, porque ele estava na reserva do Diego Cavalieri, não estava jogando. Então, para ele também era uma possibilidade diferente e acaba me ajudando na palestra (preleção antes do jogo) – finalizou.

No total, o alviverde possui 22 títulos estaduais, atrás de Corinthians (30), empatado com o Santos (22) e à frente do São Paulo (21).