Gustavo Gómez

Em 35 jogos na temporada, o time do técnico Felipão passou 26 sem sofrer gols (Foto: Bruno Ulivieri/O Fotográfico)

Fabio Chiorino e Rodrigo Borges
11/07/2019
08:34
São Paulo (SP)

O Palmeiras chutou 13 vezes ao gol do Internacional, espaço nos contra-ataques, torcida a favor, mas teve que se contentar com vitória por apenas 1 a 0 no duelo de ida das quartas de final da Copa do Brasil. O que parece pouco para a volta no Beira-Rio na próxima quarta-feira, muda de figura quando se olha o Alviverde pela defesa, e não pelo ataque. Em 35 jogos na temporada, o time de Luiz Felipe Scolari passou 26 sem sofrer gols - e apenas dois nos últimos 15. Apesar de ser o melhor ataque do Brasileirão e da Libertadores até agora, é o sistema defensivo o grande responsável pelos 16 jogos de invencibilidade. Muito por conta da química entre Luan e Gustavo Gómez, uma dupla que está há mais de mil minutos sem permitir o gol adversário. Os dois, ao lado dos volantes Bruno Henrique e Felipe Melo, formam a espinha dorsal de uma defesa pouco agredida, que se antecipa com inteligência e passa muitos jogos sem correr riscos. Na noite de ontem, foi este esquema que anulou todas as ações de Paolo Guerrero, um dos melhores atacantes atuando por aqui. Com a casinha fechada, ou melhor, lacrada, o Palmeiras mantém o status do time mais difícil de ser batido atualmente no Brasil. Méritos também para Felipão, treinador que jamais escondeu que suas principais estratégias de jogo passam pela destruição das iniciativas dos rivais.

Quer ler mais opinião e informação todos os dias? O LANCE! Espresso é uma newsletter gratuita que chega de manhã ao seu e-mail, de segunda a sexta. É uma leitura rápida e saborosa como aquele cafezinho de todos os dias, que vai colocar você por dentro das principais notícias do esporte. A marca registrada do jornalismo do LANCE!, com análises especiais. Clique aqui e inscreva-se.