Leila Pereira e Maurício Galiotte

Leila Pereira e Maurício Galiotte: Crefisa não pretende interromper pagamentos - FOTO: Cesar Greco

Fellipe Lucena
12/04/2020
08:00
São Paulo (SP)

O Palmeiras pagou integralmente os salários de março e já tem a garantia de que seus principais parceiros - Crefisa, FAM e Puma - farão o pagamento referente ao último mês normalmente.

Como informou o jornalista Paulo Vinícius Coelho em seu blog, a Crefisa estava receosa com os impactos causados pela pandemia do novo coronavírus, mas não está disposta a interromper os pagamentos ao Palmeiras. O clube, por enquanto, trabalha com a confirmação de que os valores que estavam programados para cair neste mês de abril não sofrerão alterações.

A diretoria do Palmeiras trabalha com cautela e estuda todos os cenários para definir como liderá com as despesas de cada mês. Embora seja um alívio receber os valores integrais dos patrocínios, o clube sofre com a ausência de bilheteria de jogos e de cotas de transmissão de jogos e pode ter que fazer ajustes na remuneração dos jogadores, por exemplo.

Até por isso, os dirigentes têm conversado com o elenco e explicado toda a situação. Até o dia 20, o grupo está em férias coletivas.