Ultramaratonista se divide com a cozinha

Divulgação

LANCE!
03/08/2021
16:44
Rio de Janeiro (RJ)

Faz quase 8 anos que a vida de Beatriz Fernandes passou a ser ainda mais corrida, literalmente. Desde então, ela passou a se dedicar às competições de rua. E, há cinco anos, se tornou ultramaratonista e vem colecionando algumas conquistas. A prática esportiva, no entanto, é um hobby que ela, há um ano, concilia com a paixão pela culinária. Foi quando nasceu o ‘Tempero da Bia’, um delivery de comida mais light.

E como Bia faz para dar conta dos treinos e dos deliciosos trabalhos na cozinha?

"Acordo às 5h ou 5h30m e vou treinar. Entro na cozinha às 10h. Mas isso depende dos pedidos dos clientes. Se tiver muita coisa, corro por menos tempo e volto mais cedo.

Se nos treinos e competições o preparo físico é fundamental para aguentar o ritmo, na culinária Bia, há pouco mais de um mês, ganhou uma enorme injeção de ânimo e de conhecimento ao se matricular na unidade de São Conrado do Instituto Gourmet.

"O instituto entrou como um presente na minha vida, está mudando muito a minha visão sobre cozinhar, meus clientes já estão notando a diferença. Eu mesmo sou crítica, mas percebi que a comida está mais gostosa", elogia a aluna, que faz o curso de Cozinheiro Profissional.

Como ultramaratonista, Bia costuma treinar 1h30m por dia durante a semana. Aos sábados e domingos, os treinos variam de 2h30m a 3h, dependendo das competições que estão por vir. No currículo, ela venceu provas como XC Run Itaipava 50k e Elite Trail Festival XP 30 k (ambas em 2018) e a Camelbak Mountain Race 18K (em 2017).

Cada vez mais craque na cozinha, Bia tem o sonho de se tornar chef e abrir um restaurante. O curso atual no IG termina em maio do ano que vem. Mas outros do Instituto Gourmet estão no radar:
- Já estou de olho em outros, pois temos salas muito bem estruturadas, os professores são nota mil. Também fiz um workshop de comida de boteco e os professores são excelentes.

Casada e com uma filha de 19 anos, Beatriz conheceu o IG ao passar em frente enquanto ia para a academia. Logo após enviar mensagem pelas redes sociais (@ig.saoconrado), Bia foi atendida por Geyse Ferreira, gerente comercial do instituto:

- Ela é um ser humano diferenciado, me incentivou a fazer o curso, me deu o workshop e uma aula experimental. Quando fiz a aula, pensei: preciso estar nesta cozinha (risos).

A motivação da criadora do Tempero da Bia foi renovada ao conhecer o Instituto Gourmet:

- Sinto que iniciei uma caminhada que nunca mais vou parar de andar. Afinal, a gastronomia é um mundo infinito.