Carol Santiago

Maria Carol Santiago conquista terceira medalha de ouro para o Brasil na competição (Foto: CPB / Divulgação)

LANCE!
11/09/2019
18:37
Londres (ING)

Em decisão milimétrica, Maria Carol Santiago garantiu o ouro pelo Campeonato Mundial Paralímpico de natação. Com um centésimo de diferença, a brasileira conquistou a medalha nos 50m livre S12 ao vencer a russa Anna Krivshina e bater 27s41, em Londres, nesta quarta-feira. Além dela, Débora Carneiro, bronze nos 100m peito classe SB14. Ambas têm deficiência visual. 

Carol Santiago largou atrás de Anna Krivshina, mas conseguiu recuperação na chegada para garantir o ouro. Contou com a ajuda de Marcus Espírito Santo, o "tapper", responsável por orientar a nadadora perto da chegada. Ela, que já havia sido prata nos 100m peito, festejou a conquista em seu primeiro Mundial.

Com o resultado, foi a terceira medalha de ouro do Brasil em Londres - antes, Daniel Dias e Wendell Pereira haviam subido ao lugar mais alto do pódio. Na mesma prova, Lucilene Sousa foi a oitava colocada, com 28s88.

Nos 100m peito classe SB14, a prova também terminou com emoção. O primeiro resultado deu a medalha de bronze para a russa Valeriia Shabalina. Porém, Débola Carneiro foi perceber que fechou com o mesmo tempo da adversária - 1min17s52. Assim, garantiu Débora a primeira medalha do Brasil na prova. 

MASCULINO 

Nos 100m borboleta S8, Gabriel Cristiano acabou fora do pódio. O nadador ficou com o sétimo lugar, com 1min06s17. A vitória foi do grego Dimosthenis Michalentzakis, com 1min01s94. Na final dos 200m medley SM6, Talisson Glock fechou na quinta colocação, com 2min51s01 – o ouro foi para o russo Andrei Granichka, com 2min41s31.

Nos 150m medley SM4, Susana Schnarndorf ficou com o sétimo lugar, com 3min26s54. O ouro foi para a americana Leanne Smith, com 2min56s49. Na última prova individual com presença brasileira, Carlos Farrenberg foi quinto colocado nos 100m livre, com 54s52. A medalha de ouro ficou com Ihar Boki, de Belarus, com 50s74.

Na última prova, o Brasil ficou fora do pódio no revezamento 4x50m livre. A equipe formada por Joaninha, Susana Schnarndorf, Daniel Dias e Talisson Glock terminou na quarta colocação. O ouro foi para a China.