PAB - Jogos Estudantis Brasileiros

Polo aquático ainda almeja participação nos Jogos Estudantis Brasileiros (Foto: Divulgação)

LANCE!
07/08/2020
16:58
Rio de Janeiro (RJ)

Os membros da Confederação Brasileira do Desporto Escolar e o Secretário Especial de Esporte, Marcelo Magalhães, anunciaram a volta dos Jogos no calendário esportivo estudantil em 2021. Serão 10 modalidades esportivas, incluindo a natação. A última vez que o polo aquático esteve no evento foi na edição de 1982. Na avaliação de Alessandro Checchinato, presidente da Liga PAB, o polo aquático no JEBs seria o principal combustível para ter a prática da modalidade nas escolas.

- Temos a estrutura e os profissionais capacitados para realizar essa nova formação. A volta para o JEB's seria a consagração do desenvolvimento da base do nosso esporte fora do eixo RJ-SP, acreditamos que estamos preparados para dar mais esse passo.

Leonardo Vergara é um exemplo de como a participação no JEB's pode incentivar ainda mais à prática esportiva e a disseminação do polo aquático. O atual técnico do Clube Paineiras do Morumby jogou em cinco edições do JEBs pelo estado da Paraíba, sendo campeão em uma edição e em outra foi árbitro.

O JEBs foi um trampolim para o jogador, que depois foi contratado pelo Clube de Regatas do Flamengo.

- Estes Jogos foram de suma importância na minha formação como jogador e também no fomento do Polo Aquático no Norte e Nordeste. A Paraíba foi o único Estado fora do eixo Rio e São Paulo a ganhar este campeonato - comentou Léo.

O treinador do Paineiras relembra quando venceu os Jogos em 1981.

- Nós passávamos o ano inteiro, treinando e pensando no Jogos e consequentemente nos motivava a treinar e assim manter vivo o esporte no Estado. Com o término dos Jogos foi um banho de desânimo em todos os Estados praticantes - disse.

O ex-jogador reforça a importância do polo aquático voltar ao Jogos Escolares.

-A volta é fundamental para manter viva a modalidade no Brasil, o Campeonato atinge uma idade importante e pode fazer com que mais crianças evoluam no esporte. A importância está em manter vivo o polo aquático em 14 estados da federação - finalizou.

A PAB é formada por 13 clubes filiados: ABDA Bauru, Hebraica, Botafogo, Paulistano, Flamengo, Internacional de Regatas, Jundiaiense, Paineiras, Pinheiros, Fluminense, SESI, Hípica Bauru e Tijuca. Fundada em 2016, a entidade possui aproximadamente 500 atletas nas principais categorias de base: sub 14 e sub 16.