Logo Lance! Betting

Max Verstappen é o Vasco na Fórmula 1? Entenda ligação entre o clube e o piloto

Piloto ainda comentou sobre comparações com o tricampeão Arton Senna

000_34NT8Y7-scaled-aspect-ratio-512-320
Tricampeão levanta taça do último GP (Foto: Philip FONG / AFP)

Escrito por

Max Verstappen revelou carinho pelo Vasco da Gama pela primeira vez em novembro de 2023. O tricampeão mundial da Fórmula 1 explicou como surgiu sua relação com o clube carioca, em entrevista exclusiva ao ge.

➡️ Siga o Lance! no WhatsApp e acompanhe em tempo real as principais notícias do esporte

Na sua ligação com o Cruz-maltino, o holandês explicou que sua namorada, Kelly Piquet, tem impacto nisso. Vale lembrar que Nelson Piquet é fanático pelo Vasco.

➡️ Lance! inicia regressiva dos Jogos de Paris e vai contar histórias dos torcedores em Olimpíadas

- Eu recebi a camisa do Vasco.. É muito engraçado. Claro, a família Piquet é muito grande, e tem muita gente que ama futebol. A gente estava conversando... tinha gente que torcia para um time, e outros para outro time. Basicamente, em uma noite inventamos que eu tinha que torcer pro Vasco. Eu pensei: “Ok. Para mim está tudo bem". Eu vou torcer para eles agora, porque eu amo ver futebol do mundo todo. Eu falei disso e a coisa saiu de controle. As pessoas agora pensam que eu sou tipo um super fã do Vasco, mas não tem problema - explicou Verstappen.

Mesmo não sendo um vascaíno extremamente ligado ao clube, o simpatizante ilustre comentou rapidamente sobre o craque Dimitri Payet. 

- Sim... ele veio do Olympique de Marseille. Ele é um jogador incrível. Com certeza ele faz muita diferença - comentou o piloto.

Max Verstappen - Fórmula 1 - Vasco da Gama
Max Verstappen após vitória no último GP (Foto: Pedro Pardo / AFP)

Em assuntos ligados ao Brasil, o dono de três campeonatos da Fórmula falou sobre comparações ao tricampeão Ayrton Senna. 

- Eu sempre acho que é difícil comparar pilotos. Temos que admirar cada um do seu jeito. Cada um tem seu estilo de pilotagem particular. Ayrton tinha o dele. Claro, podemos admirá-los, admirar o estilo de algumas pessoas, como eles correm, como se defendem. Mas não podemos esquecer que cada área do esporte, os carros, são muito diferentes. Vamos dizer que Ayrton pilotava de uma maneira nos anos 80 e 90, se ele pilotasse hoje tenho certeza de que ele pilotaria de um jeito um pouco diferente, porque é preciso se adaptar à nova geração de carros - concluiu Max.

News do Lance!

Receba boletins diários no seu e-mail para ficar por dentro do que rola no mundo dos esportes e no seu time do coração!

backgroundNewsletter