Sebastian Coe, presidente da Iaaf

IAAF prepara mudanças no ranking mundial a partir do próximo ano Divulgação/Iaaf

LANCE!
03/11/2017
14:17
São Paulo (SP)

A Associação Internacional das Federações de Atletismo (IAAF) anunciou, nesta sexta-feira, um novo sistema de ranking, que será implementado em 2018. Apesar de ainda não ter divulgado os detalhes, a ideia é que os atletas acumulem diferentes pontuações de acordo com o peso das competições de que disputarem ao longo da temporada. Com isso, a entidade espera tornar os eventos mais competitivos, além de deixar mais clara para o público a classificação para grandes competições. O novo sistema definirá as vagas para o Mundial de 2019 e os Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

A reforma foi aprovada pelo Conselho da IAAF durante uma assembleia realizada em dezembro de 2016 e deve entrar em vigor no primeiro trimestre de 2018. A colocação dos atletas no ranking será baseada na quantidade de pontos que somarem, de acordo com o desempenho em eventos (que terão diferentes pesos)

- Os rankings mundiais da IAAF, que entrarão em operação em 2018, vão dirigir e moldar o sistema global de competições, incluindo as classificações para os Mundiais e os Jogos Olímpicos. Pela primeira vez na história do esporte, atletas, mídia e fãs terão um entendimento claro da hierarquia das competições de nacional para área para eventos globais, permitindo que sigam de forma lógica ao longo da temporada até o auge nas duas principais competições do atletismo – afirmou o presidente da IAAF, Sebastian Coe.

Até a Rio-2016, a IAAF estabeleceu índices mínimos para todas as provas do programa de Mundiais e Olimpíadas. Além disso, no máximo três atletas por país poderiam ser inscritos em cada prova. Porém, cada país poderia adorar critérios secundários para a formação de suas delegações.

Atualmente, o ranking é composto por uma lista com os donos das melhores marcas do ano, independentemente de sua classificação em qualquer evento.