Boxe

Davi Eliasquevici projeta 'luta da vida' contra o medalhista olímpico Esquiva Falcão  Foto: Divulgação

LANCE!
14/08/2020
18:36
São Paulo (SP)

O paulista Davi Eliasquevici será o adversário de Esquiva Falcão no co-main event na nona edição do B4Y, marcada para 29 de agosto, na Arena de Lutas, em São Paulo (SP). A noite de lutas será realizada com portões fechados e todos os atletas e staff serão testados como manda o protocolo vigente.

O boxeador radicado em Balneário Camboriú (SC) terá a principal chance da carreira de surpreender o brasileiro, que é atualmente um dos 10 melhores do mundo na sua categoria. O duelo desta vez será no peso casado dos super-médios (até 75kg).

O atleta terá a missão de destronar Esquiva Falcão, que está invicto desde que migrou do boxe olímpico para o profissional em 2014. ''Sou muito fã do Esquiva e da sua história. Estou bem e muito tranquilo e ao mesmo tempo ansioso para fazer desse combate um lindo espetáculo para todos os amantes do boxe'', disse Davi Eliasquevic.

- Vou manter a minha humildade de sempre e subir no ringue e fazer o que eu sei fazer de melhor, buscar a vitória. Sou um lutador que gosta de analisar o oponente , sempre buscando espaços para derrubar quem está do outro lado do corner.

O paulistano também comentou os caminhos para buscar a vitória contra Esquiva, que está entre os top 10 do mundo.

- Acho que um ingrediente de toda minha vida em qualquer aspecto é manter a humildade e saber respeitar as pessoas, vou manter a minha humildade de sempre e subir no Ringue e fazer o que eu sei fazer de melhor, buscar a vitória - finalizou Davi Eliasquevici.

Serão realizados ao todo quatro combates no Boxing For You 9. A luta principal será com medalhista olímpico Robson Conceição (13-0) e o paulista Eduardo Reis (24-7) no peso casado dos super-penas (até 58,5kg).

Davi  tem 24 lutas na carreira, com 14 vitórias, 9 derrotas e 1 empate. O boxeador de 31 anos foi campeão sul-americano em 2017 lutando na Argentina contra o dono da casa Henrri David Polanco, além de ter perdido apenas por pontos para Patrick Teixeira, atual campeão mundial medio-ligeiro da Organização Mundial de Boxe.

- Isso representou em primeiro lugar muita experiência para minha trajetória como atleta, Patrick é canhoto igual o Esquiva, então ter lutado com um campeão mundial independente do resultado só me trouxe maturidade para continuar firme e no foco do meu objetivo que é conquistar o Mundial também.

A última luta do El Loco Eliasquevici também foi em 2019 na Inglaterra contra o invicto Balazs Bacskai (Hungria), derrota apenas pela decisão dos árbitros. O atleta é de Americana (SP), mas mora em Santa Catarina.

O boxeador começou a pratica da modalidade com 12 anos treinando em casa. Hoje faz sua preparação em Balneário Camboriú (SC) com apoio do técnico Emerson Delagnolli e de Eric Serapicos.