twitter logo
twitter logo
twitter logo
twitter logo

Patrocínios a esportes femininos crescem 22% em 2023; veja as ligas que mais fizeram acordos

O relatório analisou marcas, acordos de patrocínio e atletas

Aline Reis

A goleira Aline Reis, que atua na Espanha, tem 15 patrocinadores (Foto: Quality Sport Images)

Lance! - 14/03/2024 - 10:00

Lance! - 14/03/2024 - 10:00

Os contratos de patrocínios a modalidades esportivas femininas aumentaram 22% em 2023, segundo estudo da SponsorUnited, com destaque para a Associação de Tênis Feminino (WTA). O relatório analisou marcas, acordos de patrocínio e atletas no período de 1º de janeiro de 2022 a 1º de fevereiro de 2024. A informação foi publicada pelo site "MKT Esportivo".

A WTA e a LPGA, a associação norte-americana para golfistas do sexo feminino, foram as ligas femininas que mais registraram aportes, com mil cada. Já a WTA foi a que mais cresceu no período, com índice de 26% e 1.080 acordos. E pela primeira vez na história, a WNBA, a liga profissional de basquete feminino dos Estados Unidos, ultrapassou a marca de 500 patrocínios, aumento de 7%.

Fechando as principais ligas americanas, a NWSL, liga profissional de futebol feminino dos Estados Unidos, cresceu 18%. Já na Inglaterra, a FA WSL, a Super Liga de futebol feminino, teve um aumento de 11% em aportes fechados.

Entre as atletas, a tenista japonesa Naomi Osaka está no topo mundial, com 19 acordos. Já em relação às brasileiras, destaque para a goleira Aline Reis, que atua na Espanha, com 15 patrocinadores.

Entre as maiores patrocinadoras, o relatório destaca a Gatorade como a marca com maior número de patrocínios no esporte feminino, com 51 contratos. Rolex e Coca-Cola ocupam a segunda e a terceira posição, respectivamente, com 19 patrocínios cada, no ranking das marcas que mais patrocinam ligas ou times.

Compartilhetwitter logofacebook logowhatsapp logo
share logo