Abel Braga - Fluminense x Atlético-PR

Reginaldo Pimenta / Raw Image

LANCE!
28/11/2018
17:42
Curitiba (PR)

Com história vitoriosa tanto no Fluminense quanto no Atlético-PR, o técnico Abel Braga pode falar com propriedade dos dois clubes. No Furacão, o treinador foi campeão estadual em 1998, encerrando um jejum de oito temporadas no regional. Já no Tricolor a história é ainda mais bonita, com direito ao título do Campeonato Brasileiro de 2012. Apesar de ser mais identificado com o time carioca, o comandante faz a aposta na equipe paranaense.

- É um time muito bem treinado. O Tiago Nunes está fazendo um trabalho fantástico. É uma das poucas equipes do Brasil que dá prazer em ver jogar. É uma equipe alegre, solta e leve. Ataca muito bem, que procura sair com a bola e que ao mesmo tempo tem a jogada longa, em profundidade, com o Nikão e a diagonal do Marcelo Cirino - elogia Abelão.

Apesar de ter citado esses dois jogadores, na opinião do técnico Abel Braga é um outro nome do sistema ofensivo do Atlético-PR que está fazendo a diferença na temporada: Pablo. E o curioso é que ele revela que o atacante quase mudou de lado, já que por pouco não foi transferido para o Fluminense no início da temporada.

- Pra mim ele é um jogador incrível. Por pouco não foi para o Fluminense neste ano. Já havíamos acertado com o jogador e com o pai dele. O Paulo Autuori o conhecia bem e o indicou, mas na última hora a negociação não andou. Ele é um jogador diferenciado - revela.

Além do bom momento vivido pelo time atleticano e das peças individuais, o treinador aponta também a vantagem  de 2 a 0 como algo primordial para o favoritismo do Furacão.

- É uma vantagem muito boa. E o Atlético-PR normalmente marca gols, apesar da campanha fora de casa ser completamente diferente da realizada na Arena, é uma equipe que não muda o jeito de jogar. É muito agressiva - indica Abel Braga.