Rodolfo Landim e Pedro Abad - Fla x Flu

Rodolfo Landim e Pedro Abad (Foto: Marcello Neves/Lancepress!)

Marcello Neves e Sergio Santana
12/04/2019
12:41
Rio de Janeiro (RJ)

Flamengo e Fluminense oficializaram o acordo pela concessão da gestão do Maracanã. Nesta sexta-feira, Rodolfo Landim, presidente do Rubro-Negro, e Pedro Abad, presidente do Tricolor, estiveram ao lado de Wilson Witzel, governador do Rio de Janeiro, no Palácio Guanabara, na Zona Sul do estado, para assinar os documentos para a administração do estádio por, pelo menos, os próximos seis meses. 

Desde que o governador rompeu com a antiga administração do Maracanã, os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro mostraram certo interesse pela gestão. No fim, Flamengo e Fluminense, com uma proposta conjunta, venceram essa 'briga' e estarão à frente das operações do estádio pelos próximos seis meses - com opção de renovação por mais seis.

Declarações de Pedro Abad
- Hoje é um dia muito importante. Finalmente os detentores do equipamento tem a possibilidade de gerar o estádio. Todas as instituições são importantes. Fomos capazes de fazer uma parceria em 36 horas sem nenhum tipo de problema. O modelo tinha que mudar, não dava para ter intermediários entre o estádio e os clubes. Agradecer ao Flamengo, que sempre atuou sem nenhum tipo de visão pessoal, acima de tudo.

- Se Vasco e Botafogo também quiserem participar, serão bem-vindos. Nosso modelo prevê a participação deles. Diminuimos demais os preços de todas as operações. Eles também fazem parte da história do Maracanã.

Declarações de Rodolfo Landim
- Temos que agradecer ao governador, que, por sua coragem, fez algo que era a aspiração dos torcedores do clubes grandes, que é entregar o Maracanã aos principais interessados em participar da gestão do estádio. Toda a equipe que esteve envolvida nesse processo, que foi muito difícil por conta do prazo que a gente teve, também merece ser agradecida. 

- Flamengo e Fluminense farão um serviço incessante sempre pensando no bem do torcedor, para melhorar a sociedade. O governador pode ter certeza que jamais vai se arrepender dessa decisão. 

Declarações de Wilson Witzel
- É um ato de extrema importância para o nosso futebol. Quando eu vou ao Maracanã com a camisa do Flamengo, é uma preferência do Wilson Witzel, é o clube que mora no meu coração. Mas, como governador, meu time é o estado do Rio de Janeiro. São todos os todos os times de todas as divisões. Estamos aqui para elevar o esporte. 

- O Flamengo levou 45 mil torcedores contra o Bangu e saiu do jogo com 13 mil reais. Estudamos o contrato e a procuradoria do estado entendeu que havia um grave problema naquela (a antiga) concessão. A empresa concordou com a decisão, em relação à decadência.

- O Maracanã vai ser operado de forma mais justa: o mandante fica com a (renda) bilheteria mais a arrecadação da alimentação e das bebidas. Todos os clubes que lá jogarem serão beneficiados. Foi algo pensado para todos os times do estado. Nenhum clube foi excluído, todos tiveram a oportunidade de participar do processo. Tenho certeza que essa gestão será excepcional. É algo provisório, mas estamos preparando algo definitivo, inclusive com a construção de hotéis, estacionamentos e, nesse prazo de 180 dias, concluir essa nova licitação, que terá duração de 35 ou 50 anos.