Davidson - Alanyaspor

Ulisses Jorge, Davidson e o presidente do Alanyaspor (Foto: Divulgação /Alanyaspor)

LANCE!
07/08/2020
13:46
Alanya (TUR)

Cinco anos após desembarcar em Portugal, o atacante brasileiro, Davidson, que defendeu o Vitória de Guimarães nas últimas duas temporadas, deixa o país para vestir a camisa do Alanyaspor da Turquia. A negociação que sacramentou a transferência do atleta foi conduzida pela UJ Football Talent, do empresário Ulisses Jorge.

A transferência gira em torno de 1 milhão de euros, cerca de 7 milhões de reais.Davidson que tinha propostas de outras equipes, inclusive do mundo Árabe, chegou a ser sondado pelo Athletico-PR antes de definir o futuro. Davidson lembra que não foi uma negociação fácil, mas muito bem comandada pelo seu representante.

- O Ulisses sempre esteve atento procurando fazer a melhor negociação para a transferência acontecer, sempre pensando no melhor para mim e para o Vitória. Não foi uma negociação fácil, mas com a excelência da UJ conseguimos o acordo entre as partes. O Ulisses tem uma importância muito grande na minha vida, estou com ele tem pouco mais de um ano, ele surgiu num momento que eu precisava dar um salto na minha vida e graças a Deus conheci a UJ -  disse Davidson.

O jogador que marcou 20 gols em sua passagem pelo Vitória de Guimarães e se tornou um dos ídolos da torcida, chegou em Portugal em 2015 e antes de defender o Vitória, ainda passou pelo Covilhã e Chaves. Em Portugal o jogador afirma ter vivido os melhores anos da vida. Como atleta, ele lembra momentos marcantes, como o confronto com o Arsenal pela última Liga Europa, o golaço marcado diante do Boavista pelo Campeonato Português e agradece o carinho dos torcedores.

- O Vitória para mim é um clube muito especial, e essa passagem que eu tive nesses dois anos, foram muito importantes para mim. Aqui tive um crescimento profissional e pessoal. É um clube que me acarinhou muito desde quando eu cheguei, ele tem uma massa associativa muito grande, são torcedores apaixonados que vivem e fazem tudo para ver o clube bem. Partilhei momentos maravilhosos - comentou, e em seguida completou.

- Cito a temporada 2018-2019, e a atual temporada, por mais que não tenhamos alcançado o objetivo principal que era a Liga Europa, tive momentos muito especiais. Como jogar a Liga Europa, enfrentar o Arsenal no Emirates Stadium. Tem também o gol que eu fiz de bicicleta diante do Boavista, são jogos que vão ficar marcados na minha memória - salientou.

- Consegui crescer muito no Vitória e serei eternamente grato ao clube, aos adeptos, comissão técnica, diretoria, todos os funcionários que trabalham para o clube crescer. Deixo o meu agradecimento e espero que o Vitória conquiste cada vez mais coisas boas”. Disse Davidson que completou afirmando ter o desejo de morar em Portugal após o fim da carreira como jogador de futebol - frisou.

Além disso, o atleta teceu muitos elogios a Portugal e sua passagem de cinco anos no país. Na despedida, ele afirmou que o sentimento é de gratidão e que pode morar no país quando decidir pendurar as chuteiras. 

- Portugal foi o país que abriu a porta para o Davidson se tornar conhecido na Europa. Foi o país que me acolheu, São cinco anos aqui. É um país que eu e minha família amamos, meu filho nasceu em Portugal. E Portugal é um país que está no meu coração, temos muitos amigos que consideramos família aqui. Graças a Deus em todos os lugares e clubes que passei sempre fui muito bem recebido. Meu sentimento é de gratidão e quando me aposentar vejo como uma das possibilidades viver em Portugal -  disse o jogador.

O novo clube de Davidson, o Alanyaspor ocupa a 5ª colocação do campeonato turco com 57 pontos. Em sua nova equipe, o atacante encontrará os brasileiros Wellington que tem passagem pelo Flamengo, e o lateral-direito Baiano. O atacante promete dedicação em dobro para marcar o nome na história do clube.

- Estou indo para dar o meu máximo, para fazer o melhor que posso. Não vou prometer título, mas prometo que vou lutar a cada jogo pela vitória, pelos objetivos do clube, e vou fazer o melhor sempre, com a expectativa de ganhar títulos e ficar marcado na história. Conheço um pouco do futebol da Turquia, tenho amigos que jogaram e outros que ainda jogam. É um futebol diferente de Portugal, mas estou esperançoso, e motivado para que logo eu possa desfrutar de novos momentos nesse país - afirmou Davidson.

Natural do Duque de Caxias no Rio de Janeiro, o jogador rumou para a Europa antes mesmo de atuar por uma grande equipe no Brasil. Davidson passou pela base do Fluminense, fez teste no Vasco, rodou por equipes como: Porto de Pernambuco, Jacobina na Bahia, Fortaleza, Sport, sem nunca receber uma oportunidade até que decidiu trocar o Santa Rita de Alagoas pelo Covilhã em Portugal.

-  O Brasil tem muito jogador e vai muito do interesse do clube. Eu acho que falta atenção com os jogadores. O Brasil tem o costume e cultura diferente da Europa. Aqui eles te dão tempo de trabalho e no Brasil eles querem resultado de imediato. Talvez esse seja o motivo que faz com que muitos jogadores brasileiros apareçam na Europa sem jogar num grande do Brasil e conseguem fazer história - encerrou o agora atacante do Alanyaspor.