Paulo Stein

Jornalista Paulo Stein tinha mais de 50 anos no jornalismo esportivo (Reprodução/TV Globo)

LANCE!
27/03/2021
16:06
Rio de Janeiro (RJ)

O jornalista e narrador Paulo Stein morreu, neste sábado, aos 73 anos, vítima de Covid-19. Stein estava internado em um hospital na Zona Portuária do Rio de Janeiro e havia sido diagnosticado com síndrome respiratória por complicações da doença. Ele deixa a mulher Vivianem e uma filha. Segundo a Associação Cronistas Esportivos Rio Janeiro, Stein será cremado no Cemitério do Caju, na tarde deste domingo, apenas com a presença da família.

+ Veja a tabela do Cariocão 2021

Marcante para muitos torcedores, a voz do futebol e do carnaval iniciou no jornalismo em 1968, no Jornal dos Sports. Ele teve passagens por TV Manchete e SporTV, como narrador e comenstarista. No rádio, Stein esteve na Tupi entre 1971 e 1981. O jornalista ainda brilhou na TV. Entre 2008 e 2011, ele esteve na ESPN Brasil. Já no período de 2011 até 2019, Stein estava no Grupo Globo.

Em feveiro deste ano, em entrevista ao canal do YouTube "Só Esportes", o experiente comunicador disse que teve que deixar o canal, onde atuava também no Premiere, por estar "acima do peso". Foram cerca de 50 anos no jornalismo esportivo. A Acerj comunicou, em nota, a perda. 

Antes, por sentir os primeiros sinais da doença, ele estava no Hospital Rocha Maia, em Botafogo. No dia seguinte, Stein foi transferido para o Hospital Estadual Anchieta, no Caju. Diversos jornalistas e comunicadores se manifestaram nas redes sociais lamentando o falecimento. 

- Tive a honra de trabalhar com ele. As viagens até Teresópolis para cobrir treinos da Seleção eram divertidíssimas. Muitas histórias... Gente da melhor qualidade, narrou o futebol carioca e o samba. Fez sua história, marcou uma época. Todo respeito ao grande tricolor Paulo Stein! - digitou Mauro Cezar, ex-ESPN Brasil, pelo Twitter. 

- Obrigado, Paulo Stein, por ajudar a despertar a paixão pelo jornalismo esportivo. Além das lembranças de crianças, fica a saudade de outros carnavais que você contou desde seu período na Manchete. Vá em paz - lamentou Vinícius Faustini, do LANCE!