Neto - Donos da Bola

(Reprodução/Band)

LANCE!
15/03/2021
16:41
São paulo (SP)

O apresentador Neto, do 'Os Donos da Bola' da Band, detonou o atacante Gabriel Barbosa, do Flamengo, por ser flagrado em um cassino clandestino em São Paulo na madrugada do último domingo. O jogador foi encontrado escondido debaixo de uma mesa, como descrito ao L! pelo deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP).

+Confira a tabela do Cariocão 2021

Neto relembrou o caso do funcionário do clube carioca que foi demitido após publicar a foto da equipe sem máscara em um avião, em setembro de 2020.  O apresentador fez um paralelo com o caso para dizer que o jogador do Flamengo não seria punido exemplarmente como foi feito com o funcionário de mídias sociais.

- Quando o assessor de imprensa tirou uma foto dos jogadores (sem máscara no avião), o que vocês fizeram? Mandaram o cara embora. Mas agora um jogador como o Gabigol, que acha que não teve sensibilidade - não é que você não teve sensibilidade, você estava em Nárnia. Você entra em um lugar de quatro andares, olha um monte de ficha, aí você pensa que é rosquinha? - ironizou.

- Por que o Flamengo não faz como fez com o assessor de imprensa? Por que não manda o Gabigol ficar isolado 14 dias. Ele jamais poderia voltar para o Rio de Janeiro. Ele deveria servir de exemplo para os torcedores do Flamengo. Mas não - concluiu Neto.

Neto ainda criticou o vice-presidente jurídico rubro-negro, Rodrigo Dunshee de Abranches, que em entrevista ao 'Uol' afirmou que o caso era problema na vida pessoal do jogador e que ele não seria punido. 

- Aí, o diretor de futebol fala que a responsabilidade é dele. Mas, espera aí! Ele não tem contrato com o Flamengo? Não pagaram R$ 90 milhões nele, ele não é exemplo para as crianças. Aí, está em um cassino clandestino, não pode sair para jantar. Os donos de restaurante estão fazendo o possível para pagar os funcionários e você fala em 'falta de sensibilidade'? - afirmou ele que, por fim, ainda aconselhou ao jogador a pedir desculpas em uma entrevista coletiva.

-  Eu gosto demais de você, Gabigol. Você deveria dar uma coletiva, assumir o erro, falar que burlou a lei e pedir perdão para todo mundo e prometer mostrar que não pode fazer isso, que entendeu. Porque, quando você sai e dá uma entrevista como a que você deu, dizendo que faltou sensibilidade, não é isso. Você não sabe se está com covid ou não, pode pegar no cassino. Você fez teste antes de ir - opinou.