Mauro Cezar - ESPN

Mauro Cezar Pereira é jornalista e participa do podcast "Posse de Bola", do "UOL" (Foto: Reprodução/ESPN)

LANCE!
15/07/2020
10:49
Rio de Janeiro (RJ)

O domingo no "SBT" será com menos risadas do Silvio Santos e mais emoção no Maracanã. Após o Flamengo anunciar um acordo com a emissora para exibir a final do Cariocão, o jornalista Mauro Cezar viu como correta a busca por canais de comunicação fora do clube, afinal, de acordo com ele, não há espaço para "jornalismo" nos canais comandados pelos times. 


Mauro, que participa do podcast "Posse de Bola", do "UOL", não deixou de cutucar a diretoria do Flamengo, que evitou assuntos ríspidos com seus dirigentes em recentes entrevistas na "FlaTV".  Além da questão financeira, a televisão dos times de futebol ainda não está tão apta no país, para Mauro.


O clube vem se esforçando para evoluir seu canal com os torcedores. Contudo, Mauro vê com bons olhos a decisão entre o Rubro-Negro e o Fluminense, às 21h nesta quarta-feira, no Maracanã, estar no canal de Silvio.

- É engraçado isso. O Flamengo tem agora a expectativa de conseguir um bom faturamento com a final exibida no "SBT", o que é óbvio, tem uma possibilidade maior, é um jogo especial, é uma final, e vai ser tratada de outra maneira, a parte comercial vai tentar vender cotas para um jogo específico. Você só tem o filé mignon aí, aquelas pelancas tudo jogo de time pequeno, foi tudo embora. Isso está no pacote de comprar o campeonato inteiro. Então, é claro que esse jogo pode dar uma arrecadação muito boa - disse ele, que ainda completou seu argumento:

- Se o Flamengo conseguir ganhar R$ 16 milhões, ele recupera aquilo que deixou de ganhar da "Globo". Mas vai ser na "FlaTV"? Não, vai ser na TV aberta. E é aquilo que a gente vem falando há um tempão: não é possível para o futebol abrir mão da televisão ainda. Um dia isso vai acabar acontecendo? Provavelmente sim. Fosse assim os grandes europeus não estariam na televisão, estariam na "Real Madrid TV", "Chelsea TV", "Bayern de Munique TV", e eles estão nas grandes redes de comunicação, nos grandes grupos, vendendo os seus campeonatos por milhões de euros, todos riquíssimo.

COMPLICAÇÕES: O FUTURO DO FUTEBOL NA TELEVISÃO

O "SBT" volta a transmitir uma partida de futebol depois de 17 anos e o narrador Téo José foi o eleito para ser a voz da decisão. Além disso, vale lembrar as recentes discussões entre Flamengo w "Globo", que terminou em desacordo com a MP 984, que altera os direitos de transmissão dos jogos.

Recentemente, Flamengo, Fluminense e outros clubes do Rio de Janeiro precisaram mandar seus jogos com exibições "internas" pela internet. Neste contexto, a "Globo" preferiu rescindir o contrato que mantinha pelo Carioca.