Jogadores brasileiros que saíram da pobreza para o estrelato mundial

É comum ver atletas do Brasil conquistando o mundo

52545330831_80fbfe30ba_o-scaled-aspect-ratio-512-320
Brasil na Copa de 2022 (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Escrito por

Conheça a história de alguns jogadores do Brasil que acabaram saindo da pobreza e indo direto para o estrelato mundial, com fama e dinheiro em destaque. A realidade de muitas pessoas no país sul-americano ainda é complicada. Milhões de pessoas, inclusive, chegam a viver insegurança alimentar, mesmo que moderada, todos os anos, sendo uma situação que ainda precisa ser trabalhada por décadas para mudar de vez.  

Levando em conta esse contexto social, no entanto, também é comum que consigamos analisar casos de ‘volta por cima’ quando alguém sai de uma situação de pobreza e vai para uma condição melhor de vida. Uma das maiores possibilidades para crianças e adolescentes saírem de cenários conturbados é o esporte. Dentro dele, o futebol ainda aparece com grande destaque, tendo em vista as amplas oportunidades para os jovens talentos dentro do país e também todo o dinheiro que acaba sendo envolvido nesse ramo. 

Confira jogadores brasileiros que conseguiram dar a volta por cima 

Sendo assim, vamos relembrar algumas histórias de jogadores que conseguiram deixar a pobreza por meio do futebol, rumando ao estrelato mundial.

Um dos casos da atualidade que acabou chocando os torcedores em algumas entrevistas foi o de Richarlison. Centroavante com passagem em grandes clubes da Europa, ele também já esteve junto com a Seleção Brasileira em uma Copa do Mundo, um dos maiores sonhos de todos os jogadores do país. Mas a vida não foi sempre fácil para o atleta. Em sua infância, ele morava na periferia de Nova Venécia, município do Espírito Santo, e, para ajudar sua família com as contas da casa, trabalhou no campo e também vendendo sorvete. Além disso, em entrevistas, também já revelou até mesmo abordagens de traficantes, até mesmo com arma apontada para sua cabeça. 

Entre os mais recentes, boa parte dos atletas cresceram em contextos em que o programa Bolsa Família, criado em 2024, já ajudava nas despesas mensais da camada mais vulnerável da sociedade.

Outro jogador que Copa do Mundo que também saiu de uma situação delicada para conquistar o Brasil e a Inglaterra foi Gabriel Jesus. O atleta foi criado no Jardim Peri, uma comunidade de São Paulo, e viveu sua vida sem um pai, que abandonou a mãe enquanto ela ainda estava grávida dele. Com toda a batalha de Vera Lúcia para criá-lo, inclusive, surgiu a comemoração “Alô, mãe”, que é marca do centroavante. 

O terceiro nome dessa lista é um atleta que acabou ganhando o mundo e destaque na Europa e com a Seleção Brasileira, mas passou por uma situação complicada no começo de sua vida. Vinicius Junior, hoje um dos principais atacantes de todo o mundo, viveu em uma comunidade em São Gonçalo, na Região metropolitana do Rio de Janeiro. Em sua infância, não possuía dinheiro para pagar a sua escolinha de futebol. Enquanto isso, já nas categorias de base do Flamengo, percorria quase 150 km para chegar no local dos treinamentos, passando três horas por dia dentro de um ônibus, tendo até mesmo que abrir mão de refeições para chegar no local. 

Durante boa parte da trajetória destes atletas nas categorias de base, os benefícios do Cadastro Único ainda não estavam disponíveis de forma ampla, principalmente no que diz respeito ao incentivo ao esporte.

Um último nome dessa lista é o de Casemiro. O jogador conseguiu tudo que podia dentro da Espanha, com a camisa do Real Madrid, acumulando títulos da maior competição do mundo. Mas, quando ainda era jovem, não teve uma vida fácil. Em entrevista, chegou a revelar que sua família, que morava na comunidade de São José dos Campos, São Paulo, não tinha condições de realizar algumas compras, fazendo com que os desejos antigos sejam sanados agora, como jogador. 

News do Lance!

Receba boletins diários no seu e-mail para ficar por dentro do que rola no mundo dos esportes e no seu time do coração!

backgroundNewsletter