Facincani relembra dia que chamou ‘arroz com ovo’ de ‘nojeira’ ao vivo e tomou bronca da própria mãe

Jornalista ficou marcado pela polêmica que gerou muitas criticas na internet; ele pediu desculpas aos telespectadores

Facincani

Escrito por

O jornalista Fellipe Facincani participou do podcast 'Tomando uma Com...', duas semanas depois de ser demitido da ESPN. Ele relembrou uma das principais polêmicas de sua carreira que gerou criticas na internet: o dia que chamou o prato popular 'arroz com ovo' de 'nojeira', ao vivo, no Fox Sports.

Facincani explicou que foi tomado por um sentimento de humilhação após um homem entrar ao vivo e dizer que os comentários do jornalista fazia ele "perder a fome".

- Estou comendo um arroz com ovo aqui no almoço. Cara, eu perco até a fome vendo o Pipo (apelido do comentarista) falar. Tudo o que ele vai falar, demora meia hora para explicar uma coisa simples. Seja mais direto, pelo amor de Deus. Você faz as pessoas perderem até a fome. Parei de comer - criticou o telespectador, em 2019.

- Come melhor. Para comer arroz com ovo, é melhor nem comer. Para comer arroz com ovo, essa nojeira, é melhor nem comer. Isso aí parece ração da minha cachorra, pelo amor de Deus. Minha cachorra come melhor que isso aí. Comida horrorosa, arroz com ovo, Deus me livre - rebateu Facincani, na ocasião.

No podcast, Facincani afirmou que se arrependeu de ter falado isso e lembrou que tomou bronca da própria mãe, que questionou o modo que ele foi criado por ela.

- Aquilo foi uma m... eu nunca falei sobre isso. As pessoas pegaram isso [resposta], mas ninguém lembra o que gerou isso. Eu tinha dado um comentário sério, aí entrou o vídeo e o cara gravou me esculhambando. Aquilo ali foi pior do que se você xingasse minha mãe ao vivo, juro - disse.

- Foi a maior humilhação que passei na minha vida. Foi o pior xingamento sem ter um palavrão. E na hora, ao invés de eu falar  sobre o mundo passando fome... eu como omelete, arroz com ovo. Mas a palavra 'gororoba' estava na minha cabeça. Sabe quando você não raciocina? Quando você toma uma porrada e não sabe o que fala? Eu quero pedir perdão a todos que naquele momento me viram como uma pessoa nociva e que tenha falado uma coisa tão fora do tom. Eu não sou aquilo. Minha mãe me ligou: 'filho, pelo amor de Deus. Como você foi criado?'. Mas eu falei não desmerecendo o prato, a cultura... eu falei do ato. E sem xingar o cara. Se eu pudesse, eu teria mandado... - disse, sem concluir o palavrão.

News do Lance!

Receba boletins diários no seu e-mail para ficar por dentro do que rola no mundo dos esportes e no seu time do coração!

backgroundNewsletter