José Trajano - ESPN

Trajano foi fundador da 'ESPN Brasil' em 1995 (Foto: Reprodução)

LANCE!
17/01/2022
12:36
Rio de Janeiro (RJ)

Chegou ao fim nesta segunda-feira a marca 'ESPN Brasil' que tinha 27 anos de história. O canal agora passa a se chamar apenas 'ESPN'. A Fox Sports, que pertence a Disney, virou 'ESPN 4'. Veja em detalhes as mudanças clicando aqui.

Nas redes sociais, o jornalista José Trajano, que participou da criação da ESPN Brasil e foi por muitos anos um dos seus maiores expoentes, postou um emotivo texto lamentando o fim da marca e recebeu apoio de seguidores e ex-colegas de emissora, como o jornalista Arnaldo Ribeiro.

- Quando o relógio passar da meia noite (de domingo para segunda), esta marca (ESPN Brasil) não existirá mais. 27 anos de muita história, luta, perseverança, lágrimas, vitórias, derrotas, camaradagem, sangue nos olhos, momentos inesquecíveis para quem começou ou se revelou ali. A história se faz. E eu, em lágrimas, me calo! - postou o jornalista na noite de domingo.

- Sua obra está intacta. É histórica. E inspirou uma geração de jornalistas e de fãs - disse Arnaldo Ribeiro, nos comentários.

Em contato com o Lance!, a Disney falou sobre a mudança no nome e enviou uma nota oficial:

- A reformulação faz parte do planejamento da Companhia em busca de sinergia em seu pilar de esportes, seguindo os investimentos em sua programação, contando com um extenso portfólio de direitos, além de uma equipe de jornalismo referência junto aos fãs de esportes. Para se adaptar ao novo contexto derivado da convergência dos negócios que a Empresa opera, e com o intuito de padronizar a forma como os canais esportivos são conhecidos em toda a América Latina e nos Estados Unidos, a partir de 17 de janeiro de 2022, o canal ESPN Brasil passa a se chamar apenas ESPN - disse a empresa.

Em entrevista ao site 'Chute ao Gol', Trajano contou que foi convidado por Julio Bartolo, no inicio dos anos 1990, para chefiar a 'TVA Esportes', empresa que fazia parte do Grupo Abril e que em 1995 virou a ESPN Brasil. 

- Ele lembrou de mim, me convidou para assumir e eu aceitei. Mas na época era um problema para levar as pessoas para trabalhar lá. Você ligava para um cara e ele dizia ‘como é que é esse negócio aí?’. Era um problema pra convencer, ninguém queria largar o emprego para viver aquilo - disse, na ocasião.

Outras pessoas que trabalharam na 'ESPN Brasil', além de fãs, lamentaram e elogiaram o trabalho de Trajano nos comentários da postagem.