Robinho

Advogados tentaram abordar conduta da vítima, que esteve presente na corte (Foto: AFP)

LANCE!
19/01/2022
10:25
Roma (ITA)

A audiência em última instância que dará veredito definitivo ao caso de estupro coletivo ao qual Robinho e o amigo Ricardo Falco teriam participado em 2013, quando o atacante jogava no Milan, acabou em apenas 30 minutos. Cinco juízes (quatro homens e uma mulher) da 3ª Seção Penal devem divulgar a sentença nesta tarde de quarta. A informação foi publicada pelo 'ge.globo'.

Um dos advogados de Robinho, Franco Moretti, foi responsável pela sustentação oral do recurso. Enquanto isso, do Brasil, Robinho mantinha contato por um app de mensagens com seus representantes na corte.

Ainda segundo o 'ge', a alegação usada foi de que a relação sexual envolvendo a vítima e os réus foi de forma consensual. O advogado ainda tentou usar pontos sobre a conduta da vítima, que estava presente na audiência. O argumento foi utilizado em segunda instância e rechaçado pela corte. 

Em caso de confirmação da pena, a Itália pode até pedir a extradição de Robinho, para que o jogador cumpra pena no país europeu. No entanto, segundo a Constituição de 1988, o Brasil não extradita brasileiros natos.

Para relembrar todo o processo e a acusação, clique aqui.