LANCE!
24/05/2017
07:15

Sornoza chegou ao Fluminense na primeira semana do ano e demorou poucos dias para conquistar seu espaço no clube. O meia desembarcou no Rio de Janeiro ao lado do compatriota Orejuela com boas credenciais após o vice-campeonato da Libertadores e surpreendeu Abel logo no primeiro treino. A princípio, chegaria para compor elenco. No entanto, fez o treinador mexer no esquema que tinha em mente para encaixar o camisa 20 na criação. E deu certo.

Em cinco meses, caiu nas graças da torcida e foi eleito o melhor meia do Carioca. Agora, após fratura no tornozelo, o equatoriano ficará cerca de três meses fora dos gramados. No elenco, o Fluminense não tem jogadores com as mesmas características. Além de ser a 'cabeça pensante' de Abel em campo, o jogador é o líder de assistências do time no ano. Existe vida sem Sornoza?

Veja três possibilidades de Abel Braga para os próximos três meses:

FORMAÇÃO 1 
Mesmo esquema. Douglas entraria no meio para fazer a função de Sornoza. A diferença é o que o camisa 8 não tem as características ofensivas do equatoriano e, por isso, se alternaria com Wendel. Nesse caso, Scarpa brigaria por posição com Wellington ou Richarlison, sem mudar a estrutura da equipe.



FORMAÇÃO 2

Scarpa entraria no lugar de Sornoza e alteraria levemente a formação do meio. Como o camisa 10 prefere jogar mais avançado, com possibilidade de finalização, Wendel seria recuado para jogar ao lado de Orejuela, garantido proteção à defesa. Assim, Douglas disputaria posição com a dupla de volantes.



FORMAÇÃO 3
​Outra opção seria mudar de esquema: o 4-3-3, usado por Abel desde janeiro, mudaria para 4-4-2. Desta forma, Orejuela continua como 1o volante, Douglas e Wendel fariam dupla no meio e Scarpa jogaria próximo aos atacantes. Nesse caso, Wellington disputaria vaga com Richarlison como parceiro do Ceifador.